Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Profissionais da educação são incluídos na vacinação contra a gripe em Tibagi

17 de junho de 2021 às 12:08
Professores já foram vacinados na segunda etapa da Campanha Nacional. Agora todos os funcionários da educação como zeladoras, merendeiras, profissionais administrativos poderão receber a vacina contra a gripe

A vacinação contra a gripe em Tibagi incorporou mais um público em sua 3ª fase que vai até o dia 19 de julho. Trata-se dos profissionais da educação. Os professores já foram vacinados na fase anterior e a partir de agora zeladoras, merendeiras, profissionais administrativos, entre outros poderão receber a vacina contra a gripe.

O público-alvo da 3ª fase em Tibagi da vacina contra a gripe são as pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou outras condições clínicas especiais, caminhoneiros, pessoas com deficiência permanente e membros das forças de segurança e salvamento. Além desses, fazem parte também do grupo e que não se enquadram em Tibagi as forças armadas, motoristas e cobradores do transporte coletivo e trabalhadores portuários.

Os tibagianos podem ser vacinados contra a gripe na Clínica da Saúde da Mulher às segundas, terças e quartas-feiras das 08h às 18h e nas sextas-feiras de manhã das 08h às 12h. Agora é possível ser vacinado também na UBS São José de segunda à sexta-feira das 08h às 17h. No sábado dia 26/06 também será feita uma ação especial para a vacina contra a gripe das 08 às 17h.

“Quem tomou a vacina contra a Covid-19 deve aguardar pelo menos 15 dias para ser vacinado contra a gripe. Além disso, se a pessoa contraiu o coronavírus deve esperar 30 dias após o fim do isolamento para procurar uma unidade de saúde e receber a vacina”, afirma a enfermeira responsável pela Clínica da Saúde da Mulher, Karen Lapkouski.

Ela disse ainda que pessoas dos grupos anteriores como professores, idosos, crianças, mulheres grávidas, puérperas e profissionais de saúde que ainda não tomaram a vacina contra a gripe podem procurar os postos de vacinação para receberem as doses.

Fonte: ASSECOM