Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

De virada, Athletico supera o Atlético-GO e assume a liderança do Brasileirão

21 de junho de 2021 às 09:22
O próximo desafio do Rubro-Negro é diante do Bahia, na quinta-feira (24), em Pituaçu, às 21h30, pela sexta rodada da competição. Já o Dragão recebe o Fluminense, na quarta-feira (23), no Antônio Accioly, às 19h.

Athletico é o novo líder do Campeonato Brasileiro. De virada, o Furacão bateu o Atlético-GO por 2 a 1, neste domingo (20), na Arena da Baixada, pela quinta rodada da competição. Matheus e Babi anotaram os gols do Rubro-Negro paranaense. Gabriel Baralhas fez o do Dragão.

O resultado manteve o Furacão como o único time com 100% de aproveitamento na Série A. A equipe ocupa a liderança do campeonato, com 12 pontos conquistados e um jogo a menos. Já o Atlético-GO sofreu seu primeiro revés e caiu para oitava colocação, com sete pontos.

Agenda

O próximo desafio do Rubro-Negro é diante do Bahia, na quinta-feira (24), em Pituaçu, às 21h30, pela sexta rodada da competição. Já o Dragão recebe o Fluminense, na quarta-feira (23), no Antônio Accioly, às 19h.

O jogo

O técnico António Oliveira resolveu repetir o esquema com três zagueiros, com David Terans sendo a única novidade no meio de campo. No jogo, o Athletico buscou ser agressivo nos primeiros minutos. Com a posse, a equipe colocou dois jogadores abertos (Marcinho e Vatinho), Abner e David Terans variando por fora, e com Matheus Babi afundando a linha do adversário. Muitas combinações pelos lados do campo.

Atlértico-GO não se acanhou e procurou marcar alto o Furacão. O intuito foi dificultar a criação athleticana e diminuir o espaço de ataque do time casa. E em uma dessas pressões, o Dragão abriu o placar. Aos 13′, Thiago Heleno foi sair curto com Richard, a bola não foi boa, e Gabriel Baralhas recuperou. Ele invadiu a área e estufou as redes.

Atrás do placar, o Rubro-Negro paranaense partiu para cima e empurrou o adversário. O time rodou a bola, tentou achar espaços pelo lado direito com Marcinho. No entanto, sem superar a última linha do clube goiano. Mas, após tanto insistir, o empate saiu aos 43′. Marcinho recebeu pelo lado direito, avançou e, com liberdade, cruzou. Babi subiu no segundo pau para deixar tudo igual.

Furacão vira e garante a liderança

Na volta do intervalo, o Athletico precisou de um lance para chegar com perigo. Marcinho lançou Babi no ataque, o centroavante, pelo lado direito, ganhou da marcação e deu um passe para trás, na área, para David Terans, O meia, livre, bateu de primeira e mandou para fora.

A resposta do Dragão foi aos 7′. Natanael foi lançado, sem pressão na bola e nas costas da defesa (Pedro Henrique foi perseguir e abriu o espaço). Santos saiu do gol e tentou tirar de cabeça, mas a bola ficou com o atacante. Natanel avançou sem goleiro, dentro da área, mas acertou a trave. Uma oportunidade incrível.

O sistema defensivo do Furacão errou mais uma saída de bola, dessa vez na segunda etapa. Aos 11′, Zé Roberto, após vacilo da zaga athleticana, recebeu dentro da área, soltou uma bomba e carimbou o travessão. No rebote, a bola passou perto do gol.

Depois dos sustos, o Rubro-Negro Paranaense se organizou e começou a chegar mais no ataque, com boas combinações pelos lados. Aos 26′, a virada no placar veio. Abner recebe pela esquerda, com espaço e cruza na área. Christian cabeceou para estufar as redes.

Pressão no fim

Em vantagem, o Athletico foi pressionado na reta final. O time goianiense perdeu, aos 47′, mais uma grande oportunidade de sair com um ponto. No entanto, o Furagão garantiu sua quarta vitória no Campeonato Brasileiro 2021, assumindo a liderança da competição.

FICHA TÉCNICA
ATHLETICO 2 X 1 ATLÉTICO-GO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: domingo , 20 de junho de 2021.
Horário: 18H15
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG).
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG).

Athletico: Santos, Thiago Heleno, Pedro Henrique e Zé Ivaldo; Marcinho, Richard, Christian (Léo Cittadini) e Abner; David Terans (Jadson), Matheus Babi (Renato Kayzer) e Vitinho (Carlos Eduardo).
Técnico: António Oliveira.

Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu, Nathan Silva, Oliveira e Igor Cariús (Arthur Gomes); Gabriel Baralhas, Marlon Freitas e João Paulo; Janderson, Zé Roberto e Natanael.
Técnico:
 Eduardo Barroca.

Gols: Matheus Babi, 43 minutos, do primeiro tempo, Christian, 26′, do segundo tempo, para o Athletico. Gabriel Maralhas, 13 minutos, do primeiro tempo, para o Atlético-GO.
Cartões amarelos:
 David Terans, Babi (CAP). João Paulo, Zé Roberto (ATL).