Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Morre Pedro Wosgrau Filho, aos 73 anos, ex-prefeito de Ponta Grossa, em decorrência da COVID-19

13 de julho de 2021 às 19:35
Wosgrau estava internado na UTI do Hospital Geral Unimed desde o domingo, 6 de junho, quando precisou ser intubado. Segundo familiares, o ex-prefeito já havia sido imunizado com as duas doses da vacina.

Morreu nesta terça-feira, 13, o ex-prefeito de Ponta Grossa, Pedro Wosgrau Filho. Ele tinha 73 anos foi mais uma vítima da COVID-19.

Wosgrau estava internado na UTI do Hospital Geral Unimed desde o domingo, 6 de junho, quando precisou ser intubado. Segundo familiares, o ex-prefeito já havia sido imunizado com as duas doses da vacina.

Pedro Wosgrau Filho era engenheiro civil, empresário, e foi prefeito de Ponta Grossa por três mandatos (1989 – 1992, 2005 – 2008 e 2009 – 2012). Ele deixa a esposa, Maria Isabel Wosgrau, e os filhos Pedro Wosgrau Neto, Alexandre Wosgrau e Rafael Wosgrau.

Ainda não há informações sobre velório ou sepultamento do ex-prefeito.

[CONTEÚDO EM ATUALIZAÇÃO CONSTANTE]

HISTÓRIA

Pedro Wosgrau Filho era formado em Engenharia Civil e foi prefeito do município de Ponta Grossa por três mandatos, entre 1989 e 1992, 2005 e 2008, e, 2009 e 2012, sendo o primeiro prefeito reeleito do município.

Seu primeiro mandato foi marcado pela transformação urbana e demolição de referenciais históricos, a partir da aquisição pela prefeitura do pátio da Rede Ferroviária Federal, que ocupava uma grande área no centro da cidade. No local, em 1990, logo após o início da retirada dos trilhos, demolição de casas, rotundas e galpões, foi realizada a primeira Festa Nacional do Chope Escuro, a Munchen Fest.

Em 1992, Wosgrau lançou seu vice-prefeito, Paulo Cunha Nascimento, como candidato a sucessão, e com o impeachment de Collor, ambos distribuíram notas públicas justificando o apoio ao presidente deposto, que inclusive visitou a cidade em 1991 para inauguração do Conjunto Habitacional Santa Marta, com grande festa popular e apoio da prefeitura. Assim mesmo, Nascimento foi eleito prefeito, derrotando o deputado Djalma de Almeida César, do PMDB, que já havia perdido a eleição para Wosgrau em 1988. Wosgrau então retirou-se da política, somente retornando em 2004, quando foi eleito pela segunda vez prefeito, desta vez, filiado ao PSDB. Em 2004, Pedro Wosgrau derrotou o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Péricles de Holleben Mello, na eleição municipal de Ponta Grossa, reelegendo-se prefeito com 51,78% dos votos válidos.

Com a elevada aprovação dos ponta-grossenses e com o apoio de lideranças importantes do Paraná, Pedro Wosgrau foi reeleito, no segundo turno, prefeito de Ponta Grossa, com mandato até 2012, com 89.538 votos, equivalente a 52% dos votos válidos, derrotando o candidato do PPS, Sandro Alex, que ficou com a segunda colocação com 47 % dos votos.

Entre os principais legados de Wosgrau está a construção do Centro de Eventos, o Parque Ambiental, a Arena Multiuso, o Restaurante Popular, a aquisição do prédio do antigo Clube Guaíra, a nova biblioteca municipal, o prédio do Conservatório Musical, a construção da nova rodoviária, entre outros.

Fonte: dpontanews.com.br