Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Paraná registra mais 1.968 casos confirmados e 51 mortes por Covid-19

14 de setembro de 2021 às 15:51
Das 51 mortes, 27 eram mulheres e 24 homens, com idades que variam de 19 a 96 anos

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (14) mais 1.968 casos confirmados e 51 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os casos são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 1.474.961 casos confirmados e 37.944 mortos pela doença.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de setembro (1.580), agosto (208), julho (22), junho (110), maio (47) e março (1) de 2021.

INTERNADOS

814 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados. São 583 pacientes em leitos SUS (349 em UTI e 234 em leitos clínicos/enfermaria) e 231 em leitos da rede particular (134 em UTI e 97 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.399 pacientes internados, 714 em leitos UTI e 685 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos.

ÓBITOS

A Sesa informa a morte de mais 51 pacientes. São 27 mulheres e 24 homens, com idades que variam de 19 a 96 anos. Os óbitos ocorreram entre 14 de maio a 13 de setembro de 2021.

Os pacientes que morreram residiam em Curitiba (12), Londrina (5), Ponta Grossa (3), Toledo (2), São José dos Pinhais (2), Rolândia (2), Foz do Iguaçu (2), Colombo (2) e Cambé (2).

A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Sertaneja, Santa Cruz de Monte Castelo, Pinhais, Palotina, Nova Fátima, Nova Aurora, Medianeira, Maringá, Mandaguaçu, Jaguapitã, Guarapuava, Fênix, Cianorte, Cascavel, Campo Largo, Assis Chateaubriand, Assaí, Araucária e Apucarana.

FORA DO PARANÁ

O monitoramento da Sesa registra 6.307 casos de residentes de fora do Estado, 219 pessoas morreram.

Confira o informe completo clicando AQUI.

(Reportagem: AENPr/com revisão).