Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Sondagem da Fecomércio mostra que 65,6% dos paranaenses pretendem presentear no Dia das Crianças

5 de outubro de 2021 às 14:21
De acordo com o texto, a maioria dos consumidores, 84,1%, costuma fazer pesquisa de preços, sendo que 62,9% fazem essa busca pela internet e 21,2% pesquisam preços pessoalmente

A criançada – e os lojistas – já podem se animar, pois a expectativa de compras para o Dia das Crianças é promissora no Paraná. Segundo sondagem realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), 65,6% dos paranaenses pretendem presentear no próximo dia 12 de outubro. Essa parcela é maior do que em 2020, quando 61% dos consumidores do estado planejavam fazer compras nesta data.

De acordo com a sondagem, 27,1% não planejam comprar presentes, principalmente por não ter criança em casa ou no seu círculo de relações, e 7,3% ainda não sabem se vão gastar ou não.

Pesquisa de preços e período da compra

A maioria dos consumidores, 84,1%, costuma fazer pesquisa de preços, sendo que 62,9% fazem essa busca pela internet e 21,2% pesquisam preços pessoalmente.

As compras para o Dia das Crianças serão feitas ao longo desta semana por 56,8% dos entrevistados e 16,2% vão comprar o presente somente na véspera. Há aqueles que se programaram com mais tempo e já fizeram suas compras: 21,2% compraram 15 dias antes; 5% com um mês de antecedência e 0,8% há mais de um mês.

Valor do presente

O tíquete médio do presente será um pouco maior esse ano e deverá ficar em torno de R$ 112,93, ante os R$ 111,99 em 2020. Entre os consumidores, 17% pretendem gastar até R$ 50,00; 37,5% vão despender entre R$ 51,00 e R$ 100,00; 17,4% gastarão entre R$ 101,00 e R$ 150,00; 15,4% estão dispostos a desembolsar R$ 151,00 a R$ 200,00 e os que planejam gastar mais de R$ 200,00 correspondem a 12,7%.

Tipo de presente

Os brinquedos são os presentes da criançada e por isso serão a opção de compra de 62,9% dos entrevistados pela Fecomércio PR. Na sequência estão os jogos educativos, com 30,9% de citações; vestuário e calçados são as escolhas de 27,8% dos consumidores e livros e afins, de 17,4%.

A escolha do presente será feita principalmente pelos adultos, em 79,9% dos casos, enquanto 20,1% das crianças poderão escolher o que desejam ganhar.

Local das compras

As lojas do centro da cidade deverão receber 34,7% do fluxo de consumidores, enquanto 23,9% farão suas compras pela internet. Outros 16,6% declaram que comprarão o presente em lojas de shopping e 8,9% em lojas de bairro.

Formas de pagamento

Os presentes devem ser pagos principalmente à vista, no cartão de débito, dinheiro ou pix, por 47,9% dos paranaenses. Outros 27% pagarão as compras no vencimento do cartão de crédito e 24,3% pretendem parcelar.

Perfil da compra

Os presentes serão dados principalmente (53,7%) pelos pais. Padrinhos e madrinhas correspondem a 39% e o restante tem outro grau de parentesco ou nenhum. A maioria (66%) vai presentear uma ou duas crianças.

A qualidade do produto é o aspecto mais observado por quem vai presentear uma criança (29,3%); descontos ou promoções são levados em conta por 25,1%; preço baixo, por 17%, e a qualidade do atendimento do vendedor influencia 15,4% das compras.

Impactos da Covid-19

A Covid-19 influenciou 57,2% dos paranaenses, especialmente no valor do presente (72,1%), na decisão de não presentear (22,6%), no tipo de presente (16,4%), na forma de pagamento (11,9%) e no local da compra (7,1%).

Projeção nacional

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que este deve ser o melhor Dia das Crianças dos últimos cinco anos para o comércio e que a data comemorativa deve apresentar movimentação financeira de mais de R$7 bilhões no país.

Regionalmente, São Paulo (R$ 2,68 bilhões), Minas Gerais (R$ 758,5 milhões), Rio Grande do Sul (R$ 687,2 milhões) e Rio de Janeiro (655,7 milhões) deverão responder por mais da metade (53,4%) do total movimentado com a data em 2021. Entretanto, as maiores taxas em relação a 2020 são esperadas no Espírito Santo (+18,3%), Bahia (+4,5%) e Paraná (+4,4%). A CNC estima que o Dia das Crianças movimente R$ 531,3 milhões no Paraná.

(Texto: Fecomércio).