Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Município de Irati assina convênio de R$ 30 milhões para pavimentação e moradias

29 de dezembro de 2021 às 08:22
Os recursos serão utilizados em obras de infraestrutura, em que serão pavimentadas cerca de 100 ruas, e na construção de moradias sociais pelo programa municipal Nossa Casa.

O prefeito Jorge Derbli assinou, na manhã desta terça-feira (28), um convênio junto à Caixa Econômica Federal para obter um empréstimo no valor de R$ 30 milhões, por meio do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa).

Os recursos serão utilizados em obras de infraestrutura, em que serão pavimentadas cerca de 100 ruas, e na construção de moradias sociais pelo programa municipal Nossa Casa.

A administração pública celebra o encerramento deste ano com a assinatura deste convênio. “Estamos finalizando o projeto de pavimentação, mas já assinamos o contrato e os recursos estão garantidos. Serão R$ 15 milhões em 2022 e outros R$ 15 milhões em 2023.

Em janeiro, iniciamos as licitações para estas obras e eu acredito que, em março, começamos a execução delas. É uma parceria muito forte entre a Prefeitura de Irati e a Caixa Econômica, nos ajudando em outros sentidos também e ficamos felizes com isto”, frisou ele, enaltecendo que vários bairros serão beneficiados, principalmente, aquelas localizadas em bairros mais antigos e que há muito tempo precisam de pavimentação.

Além disso, R$ 3 milhões destes recursos serão aplicados na construção de residências, que serão repassadas para pessoas que não têm condições de entrar no programa habitacional da Cohapar.

A vice-prefeita, Ieda Waydzik, destacou que a assinatura deste convênio fecha com alegria o ano de 2021 para a administração municipal e a população de Irati. “As pessoas vão ver a qualidade chegando às suas casas, a pavimentação, as melhorias, aqueles que não estão nos programas habitacionais também terão a oportunidade de ter a sua casa, e isto nos enche o coração de alegria.

Agradecemos a Deus, à Caixa Econômica e seus executivos, que se deslocaram de fora no período de festas para nos prestigiar em Irati, e estamos muito agradecidos por tudo”, pontuou.

O presidente da Câmara de Vereadores, Hélio de Mello, ressaltou a articulação entre o Executivo, o Legislativo e a Caixa Econômica para a realização deste projeto.

“Somos parceiros para que o nosso município continue se desenvolvendo. Temos absoluta certeza de que a administração fará isto com a maior lisura e transparência para a nossa cidade.

A administração e o gestor passam, mas os recursos e os investimentos aplicados aqui ficam”. Mello destaca que o Legislativo estará atento para que os recursos possam ser encaminhados às regiões mais necessitadas.

Parceria com a Caixa

O superintendente de Rede da Caixa Econômica, Adriano Resende, comenta que este momento reforça a força e o prestígio que o município de Irati tem junto ao banco. “Olhando no total, além destes R$ 30 milhões do Finisa, temos mais de R$ 20 milhões na habitação e outros R$ 20 milhões que foram pagos de Fundo de Garantia (FGTS), PIS, Seguro-Desemprego e auxílios pagos neste ano. É a parceria da Caixa com Irati, cada vez, mais forte”.

Situação financeira segura e estável

Célio Américo Alves Isidoro, gerente de filial da Unidade de Gerência Executiva de Governo da Caixa, explicou que o banco, enquanto instituição financeira, analisa, criteriosamente, o município, principalmente, em sua capacidade de pagamento.

“Ao longo do tempo, observamos que o município de Irati tem excelente saúde financeira, o que veio a credenciá-lo a tomar este crédito e beneficiar a população. Ressalto que as certidões estão todas em dia, não tem nada atrasado. Parabéns ao município e ao prefeito, que tem feito uma excelente gestão fiscal e financeira”.

O secretário da Fazenda de Irati, Juarez Miguel da Silva, acompanhou as assinaturas e ressaltou que o empréstimo foi aprovado em todas as esferas de controle, como a Câmara Municipal, Tribunal de Contas do Estado e da União e pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN). “Acima de tudo, reforçamos que o município tem capacidade de endividamento e, principalmente, de pagamento”, finalizou Silva.