Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Governador do Paraná Ratinho Junior recebe comunidade ucraniana

2 de fevereiro de 2022 às 08:27
O assunto foi a atual crise na Ucrânia com o cerco de tropas pela Russia, onde apresentou-se que essa crise já atinge milhares de brasileiros descendentes de ucranianos e a necessidade do Brasil ter uma ação ativa em favor da paz.

 

Realizou-se audiência hoje de representantes da comunidade ucraniana, do Prefeito Municípal de Prudentópolis e o Presidente da Assembléia Legislativa Deputado Ademar Traiano com o Governador Ratinho Junior e o vice Governador Darci Piana, O Presidente da Representação Central Ucraniano-Brasileira Vitorio Sorotiuk esteve acompahado do Cônsul Honorário da Ucrânia Mariano Czaikowski, representando o Arcebispo Metropolita da Igreja Greco-Catolica Ucraniana Padre Elias Marinhuk, Arcebispo e Eparca da Igreja Ortodoxa Ucraniana no Brasil Dom Jeremias Ferens,Presidente da Câmara de indústria,comércio e inovação Brasil-Ucrania Sérgio Maciura,Diretor da Câmara de indústria,comércio e inovação Brasil-Ucrania Rafael Lucas.

O Prefeito de Prudentópolis Osnei Stadler esteve acompanhado do Vice Prefeito Evaldo Hofmann Junior, o Secretário Municipal de Planejamento e Obras Alex Fabiano Garcia e o Vereador Maurício Bosak.

O assunto foi a atual crise na Ucrânia com o cerco de tropas pela Russia, onde apresentou-se que essa crise já atinge milhares de brasileiros descendentes de ucranianos e a necessidade do Brasil ter uma ação ativa em favor da paz.

A Representação Central solicitou o apoio do Governador ao oficio que foi encaminhado ao Presidente da República para que o Presidente em sua viagem programada a Europa, em particular a Moscou, também visite o Presitente da Ucrânia Volodymyr Zelenskyi que também o convidou.

O Governador Carlos Massa disse que encaminharia a demanda ao Ministro das Relações Exteriores e ao Presidente da República.

Na mesma audiência o Presidente da Assembléia Legislativa anunciou que também, em nome do parlamento, faria o mesmo.

No ato o Município de Prudentópolis presenteou o governador com um camisa bordada ucraniana – vyshyvanka – e depois de explicado que a terceira quinta feira de maio é o dia nacional de vyshynka, o governador solicitou que o lembrassem na data que ele iria vestir a vyshyvanka.

O oficio ao Presidente da República protocolado segunda feira em Palácio do Planalto segue abaixo.

Curitiba, 30 de janeiro de 2022.

Excia. Sr. Jair Messias Bolsonaro

DD Presidente da República do Brasil.

Brasília – DF

Assunto: a Visita à Rússia, a comunidade ucraniana brasileira e sugestão de visita à Ucrânia.

A Representação Central Ucraniano Brasileira, entidade civil superior, representativa das entidades civis e religiosas de aproximadamente 600.000 brasileiros descendentes de ucranianos, vem junto a Vossa Excelência trazer a situação vivida por essa comunidade com o cerco da Rússia à Ucrânia e nossas esperanças no posicionamento do Brasil frente aos acontecimentos.

Nós não nos opomos que Vossa Excelência visite Moscou e mantenha relações econômicas e comerciais com a Rússia mesmo porque nós integramos os BRICS e temos a vocação para a paz.

Entretanto, gostaríamos de expressar que o conflito na fronteira da Ucrânia com a Rússia é também assunto do Brasil.

Em primeiro lugar porque nós somos uma comunidade laboriosa e criativa, cidadãos do Brasil, que já temos nossas vidas afetadas pelo conflito. Gostaríamos que Vossa Excelência levasse em conta que milhares de brasileiros descendentes de ucranianos e nossos amigos já tem suas vidas afetadas com a apreensão e estresse emocional temendo pela vida de seus ancestrais e parentes.

A Ucrânia em 1994 era o terceiro arsenal nuclear do planeta e desfez-se dessas armas de destruição em massa em troca da assinatura pela Rússia, Estados Unidos, Inglaterra e Irlanda do Norte, depois tendo se somado a França e a China no denominado Memorando de Budapeste de garantias em respeitar a independência, a soberania e as fronteiras existentes da Ucrânia naquela data.

Em 2014 a Rússia ocupou ilegalmente a Crimeia, fez do Memorando de Budapeste letra morta, e trava uma guerra de agressão nas províncias do leste ucraniano de Donetsk e Luhansk.

Esta guerra custou à Ucrânia mais de 14.000 mortos, mais de 30.000 feridos e 1,5 milhão de deslocados internos. Muitos dos mortos, feridos e deslocados são familiares de brasileiros.

A Ucrânia tem legitimidade para buscar aliados, amigos, e apoio para ter garantias de soberania sobre seu território usurpadas e nós temos o dever de defender os interesses de nossa comunidade.

Em segundo lugar, o Brasil atualmente cumpre o seu 11º mandato como membro não permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas e é sua função defender nos foros internacionais a Constituição do Brasil que prega em seu Art. 4.º a autodeterminação dos povos, a não-intervenção, igualdade entre os Estados, defesa da paz e a solução pacífica dos conflitos.

Lembrar que o Brasil em 2015 passou a ser um dos apoiadores dos acordos de Minsk nos termos da Resolução 2022 do Conselho de Segurança da ONU.

Os ucranianos fazem parte da nação brasileira.

A questão ucraniana é também um assunto do Brasil, seja porque milhares de seus filhos tem laços de sangue e cultural com a Ucrânia seja porque o Brasil faz parte do concerto das Nações Unidas onde se busca estabelecer a paz e a solução pacífica dos conflitos.

O Brasil precisa se alinhar com seus filhos e fazer tudo pela paz.

No último dia 18 de dezembro as lideranças mundiais dos ucranianos da diáspora tiveram uma reunião virtual com o Presidente Volodymyr Zelenskyi da Ucrânia.

Nesta reunião ele nos informou que já fez um convite para que Vossa Excelência visitasse a Ucrânia. Por isso nos permitimos sugerir, em deferência a 600.000 brasileiros descendentes de ucranianos, que Vossa Excelência aproveite a viagem a Moscou para também visitar o Presidente Volodymyr Zelenskyi em Kyiv, capital da Ucrânia. Lembramos que no dia 11 de fevereiro próximo se festejam 30 anos de relações diplomáticas entre os dois países.

 

Essas são as expressões de apreensão e esperança da comunidade ucraniana brasileira.

Vitório Sorotiuk

Presidente da Representação Central Ucraniano Brasileira

[email protected]

Entidades integrantes da Representação Central Ucraniano Brasileira:

Sociedade Ucraniano Brasileira Unificação ( São Paulo )

Metropólia Católica Ucraniana São João Batista – Igreja Greco Católica

Eparquia Nossa Senhora Imaculada Conceição em Prudentópolis

Arcebispado da Igreja Ortodoxa Ucraniana na América Latina.

Sociedade Ucraniano do Brasil – SUBRAS

Sociedade dos Amigos da Cultura Ucraniana – TPUK

Clube Poltava

Associação da Juventude Ucraniano Brasileira – AJUB

Clube Ucraniano de União de Vitória

Associação dos Amigos do Museu do Milênio – Prudentópolis

Associação Ucraniana Catarinense Ivan Frankó ( Santa Catarina )