Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Mais de três mil prudentopolitanos não completaram o esquema vacinal contra Covid-19

28 de março de 2022 às 18:06
De acordo com a coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, por causa da remissão do número de casos algumas pessoas não tem procurado tomar as novas doses contra a Covid-19

Um balanço repassado pela Secretaria Municipal de Saúde mostrou que muitos prudentopolitanos ainda não completaram o esquema vacinal contra a Covid-19. Para a coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Érica Moleta Bini, essa situação pode ter sido acarretada pela diminuição dos casos nas últimas semanas. “Nós tivemos no início de janeiro uma procura bem grande em relação a segunda e a terceira dose, e até mesmo daquelas pessoas que não haviam tomado nenhuma dose, por conta do aumento do número de casos. Porém, quando tivemos a remissão nessas últimas semanas a gente observou uma queda na procura da vacinação, infelizmente”, frisou a coordenadora em entrevista ao Portal Nossa Gente.

Prudentópolis tem uma população estimada em pouco mais de 52.700 pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Pesquisa (IBGE). Já do número de pessoas aptas a tomarem a vacina, a secretaria repassou que havia conseguido vacinar 91% com pelo menos a 2 dose. Com relação a população que poderia receber a terceira dose da vacina, haviam cerca de 3.300 faltosos. “Sobre a terceira dose a gente tem um cenário bem preocupante, pois cerca de 41% apenas procurou tomar esta terceira dose”, completou Érica.

Ao longo de março, o número de casos ativos e de novos positivados passou por uma diminuição. Isso, depois do aumento expressivo após as comemorações de fim de ano. No dia 16 desse mês o governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Junior, sancionou uma lei que derrubou a obrigatoriedade do uso de máscaras em locais ao ar livre no Paraná. No mesmo período, alguns municípios da região já estavam publicando decretos que flexibilizavam o uso da máscara. A proteção estava sendo obrigatória desde abril de 2020.

De acordo com a coordenadora Érica, por causa da remissão do número de casos, e talvez das novas medidas de proteção, algumas pessoas não tem procurado tomar as novas doses contra a Covid-19. “A gente observa que o público da população economicamente ativa não está procurando completar o esquema vacinal (…) dá uma sensação de tranquilidade, de que a doença não existe mais”, pontuou.

Entretanto, ela salienta que todas as doses são necessárias para que o sistema imunológico esteja fortalecido para combater a doença. E nesse sentido, as crianças não ficam de fora.

O público infantil de 5 a 11 anos também deve receber a segunda dose da vacina, “As vacinas que hoje estão liberadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para esse grupo são as vacinas das Pfizer pediátrica, e a Coronavac.”, explica Érica.

Locais de vacinação

Em Prudentópolis, a vacinação para esse público está ocorrendo de forma centralizada na Unidade de Saúde Dr. Geraldo, próximo ao Banco do Brasil. Na área rural também há a vacinação pediátrica, contudo, somente por meio de agendamento.

Já para os jovens, adultos e idosos, as doses estão disponíveis em todas as unidades de saúde da área urbana. No interior, os munícipes devem entrar em contato com a unidade de referência para serem informados sobre os dias em que os agentes estarão aplicando as vacinas.

(Matéria: Samilli Penteado/Redação Nossa Gente)