Governo confirma novo investimento de R$ 130 milhões em rodovias; veja as obras

29 de março de 2022 às 15:21

O governador Carlos Massa Ratinho Junior confirmou nesta terça-feira (29), em evento no Palácio Iguaçu, o investimento de R$ 130.127.148,54 em rodovias do Paraná. O pacote inclui a ordem de serviço de cinco obras e um projeto, além de autorização da licitação de outras duas obras e de um anteprojeto. Todas as iniciativas serão realizadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), vinculado à Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística (Seil).

“Esses recursos são fruto do planejamento do Governo do Estado, que reduziu o tamanho da máquina pública para poder ter condições de investir. São contornos, terceiras faixas e readequações em rodovias que estão transformando o setor logístico do Paraná. Planejamento e organização que certamente trarão novos investimentos para o Estado”, destacou o governador.

“O Paraná tem hoje a melhor infraestrutura do País por causa desse pacote de investimento, o maior da história do Estado”, acrescentou ele, fazendo referência aos R$ 7,5 bilhões aplicados desde 2019 em diferentes projetos logísticos, como no Porto de Paranaguá, no projeto da Nova Ferroeste e na reestruturação de diferentes aeroportos, como os de Umuarama, Ponta Grossa, Maringá e Cascavel, entre outros.

“Estamos estruturando o Paraná com obras importantes em todas as regiões. São mais de R$ 720 milhões em licitações nos últimos meses, reforçando a vocação do DER-PR, um órgão que recuperou a credibilidade no governo Ratinho Junior”, ressaltou o diretor-presidente do DER-PR, Fernando Furiatti. “Esse é o maior volume de obras da história do Paraná, ações que eram aguardadas há 30, 40 anos e só agora estão saindo do papel”, acrescentou o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

NOVAS OBRAS

Entre os editais autorizados está a licitação da duplicação da PR-317 no perímetro urbano de Campo Mourão, região Centro-Oeste, em uma extensão de 3,7 quilômetros. Ela será realizada na modalidade Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi), que prevê a contratação do projeto e da obra em uma mesma empreitada, garantindo melhor interação entre equipe projetista e equipe executora, além da possibilidade de empregar tecnologias mais inovadoras. O orçamento é sigiloso, conforme previsto na lei do RDCi, visando estimular a competitividade entre as participantes.

“É a maior obra da história de Campo Mourão, uma intervenção que a população esperava há mais de 20 anos. Vai impactar vários bairros e melhorar a mobilidade na entrada do município”, afirmou o prefeito da cidade, Tauillo Tezelli.

Para o litoral paranaense será licitado o anteprojeto da duplicação da PR-412, iniciando em Guaratuba e seguindo até a divisa com Santa Catarina, rumo a Garuva, em um trecho de 12,1 quilômetros. Com investimento estimado de R$ 1.052.374,43, o anteprojeto será utilizado para a futura licitação dos projetos e execução da obra em um mesmo edital, também na modalidade RDCi.

“É o único acesso por terra à cidade. Essa duplicação vai impactar na principal vocação de Guaratuba, que é o turismo. Mas também para quem precisa trabalhar, estudar, usar a rodovia no seu dia a dia. Uma obra estratégica para a logística do Paraná”, comentou o prefeito do município, Roberto Justus.

Também será licitada uma obra de contenção na BR-476, próximo à Ponte dos Arcos em União da Vitória, região Sul, dando solução à queda de barreira no local e pondo fim ao risco de deslizamento de pedras. O investimento estimado é de R$ 4 milhões.

A PR-445, em Londrina, na região Norte, vai ganhar uma nova passarela. O equipamento será erguido no km 74, próximo à Rua Ivan Sérgio Ataíde Vicente e Rua Caracas, no bairro Palhano. Com uma estrutura em concreto pré-moldado, ela terá extensão de 27,30 metros, com rampas com dois lances nos canteiros entre as marginais e a rodovia.

O tabuleiro terá largura de 2 metros, permitindo a passagem simultânea de duas pessoas em sentidos opostos. A passarela e as rampas terão guarda-corpo de 1,10 metro de altura, com uma tela metálica fechando a passarela, garantindo mais segurança para os pedestres contra quedas. O investimento na obra é de R$ 1.369.000,00, com prazo de conclusão de 4 meses.

O pacote de obras prevê, também, uma importante intervenção em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Um novo viaduto será construído no entroncamento da BR-376 com a Rua Joinville e Alameda Bom Pastor, em uma área próxima à agência do banco Bradesco.

A obra prevê a elevação das pistas de rolamento da rodovia federal para o tráfego de longa distância, com o trânsito de veículos das vias municipais sendo realizado pela passagem inferior do viaduto e por meio de duas rotatórias, evitando os congestionamentos e longos períodos de espera na interseção atual, e garantindo mais segurança aos usuários. O investimento na obra é de R$ 33.639.768,42, com prazo de conclusão de 18 meses.

ORDEM DE SERVIÇO

Para a região Oeste está prevista a modernização da Ponte Ayrton Senna, em Guaíra. A ligação entre o Paraná e Mato Grosso do Sul será restaurada, com a recuperação e reforço estrutural, bem como nova iluminação pública com luminárias de LED, em uma extensão de 3,6 quilômetros. Também será executado um novo pavimento de concreto na rodovia de acesso à ponte no lado paranaense, em uma extensão de 1,1 quilômetro, melhorias no sistema de drenagem e serviços de manutenção em todo o trecho contemplado durante a obra.

O investimento na obra é de R$ 18.204.093,77, por meio da parceria com a Itaipu Binacional, e o prazo de conclusão é de 18 meses. “Esse governo promete, cumpre e verdadeiramente tira as obras do papel”, disse o prefeito de Guaíra, Heraldo Trento.

O pacote inclui a obra de pavimentação de 26,23 quilômetros, iniciando em Ramilândia e seguindo até o distrito de São Roque, em Santa Helena, também passando pelos territórios dos municípios de Diamante D’Oeste e Missal. Será uma estrada de pistas simples, com acostamento, estando previstos serviços de terraplenagem, drenagem e obras de arte correntes, pavimentação, serviços complementares e sinalização. A obra é resultado da parceria com Itaipu Binacional, e também foi contratada na modalidade RDCi. O investimento é de R$ 20.480.000,00, com prazo de conclusão de 780 dias.

Ratinho Junior também confirmou a elaboração do projeto executivo de pavimentação da PR-990, ligação entre o município de Rebouças, no Centro-Sul do Estado, e a PR-364, com uma extensão de 12,6 quilômetros. O material deverá prever a implantação de dispositivos como acostamentos, acessos e outros que melhorem a trafegabilidade e segurança dos usuários. As interseções deverão ser projetadas em nível, preferencialmente no padrão de rótulas fechadas alongadas, e nos pontos em que a rodovia cruza o Rio Arroio dos Cristianos, Rio do Salto e Rio Poço Bonito.

Ainda de acordo com o levantamento inicial, precisará ser verificada a necessidade de implantação de pontes ou se será utilizada outra solução, como galerias. O projeto também pode incluir, conforme a possibilidade, a execução de passeios, travessias para pedestres, pontos de ônibus e ciclovias ou faixas compartilhadas. O investimento no projeto é de R$ 681.911,92, com previsão de término em 300 dias.

Importante eixo rodoviário da Região Metropolitana de Curitiba, a Rodovia dos Minérios será duplicada em um novo trecho. A obra prevê o alargamento da PR-092 entre o km 14,3 e o km 15,6 para ambos os lados, com o pavimento atual sendo substituído por placas de concreto de cimento Portland de 28 centímetros de espessura, com vida útil de 20 anos.

A principal intervenção no trecho, que fica dentro do perímetro urbano de Almirante Tamandaré, será a nova interseção em desnível tipo diamante no entroncamento com a Rodovia do Calcário (PR-509), com dois viadutos paralelos e duas rotatórias, além de uma alça exclusiva para o fluxo de trânsito entre a cidade e Curitiba, reduzindo os entrecruzamentos na via.

Também está prevista a implantação de vias marginais nos dois lados da rodovia, uma passarela, passeios e ciclovias, iluminação viária, sinalização horizontal e vertical. Os passeios serão executados em blocos de concreto intertravados, conhecidos como pavers, enquanto as ciclovias serão de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), que é o mesmo material utilizado nas marginais. O investimento na obra é de R$ 50,7 milhões, com prazo de conclusão em 540 dias, sendo o período inicial dedicado à elaboração de projetos básico e executivo, pois se trata de um contrato na modalidade RDCi.

(Matéria: AENPr/com revisão).

Prudentópolis
19º
Tempo nublado
Ponta Grossa
19º
Tempo nublado
Guarapuava
18º
Chuvas esparsas
Curitiba
18º
Chuvas esparsas
Londrina
28º
Parcialmente nublado
União da Vitória
20º
Tempo nublado
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunica o falecimento
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João  e o Plano Uni-Paz   comunica o falecimento de Celia Parhuts, ocorrido aos 46 anos de idade.
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunicam o falecimento
  • As Irmãs Servas de Maria Imaculada, comunicam o falecimento da IRMÃ JACINTA CECÍLIA GRESKIV, SMI
  • Apae de Prudentópolis lamenta a morte da ex-aluna Marlene Presasniuk
  • NOTAS DE FALECIMENTO: É com pesar que a Funerária São João e o Plano Uni Paz comunicam os falecimentos
  • Filho agride e ameaça mãe de morte, em Guarapuava
  • Câmara convoca cidadãos para Consulta Pública sobre proibição de queima de fogos de artifício com poluição sonora
  • Estão abertas as inscrições para 7ª turma do curso Paraná Empreende Mais
  • Alerta de preços: Procon/PR dá dicas para economizar na compra do material escolar
  • Fazenda divulga calendário do IPVA 2023 e disponibiliza mais opções para pagamento
  • Petrobras reduz preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras