Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

PMPR prende motorista de caminhão envolvido no acidente de Marechal Cândido Rondon

2 de maio de 2022 às 17:50
Encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon, ele confirmou a participação no acidente e foi preso em flagrante. Irá responder pelos crimes de homicídio culposo e lesão corporal culposa, além de ter deixado o local

A Polícia Militar do Paraná (PMPR) prendeu, próximo ao município de Guaíra, o motorista do caminhão que se chocou com um micro-ônibus que transportava 19 passageiros entre Pato Bragado e Cascavel, na Região Oeste – ele havia fugido do local da batida. O acidente ocorreu nesta segunda-feira (2), por volta das 5h30, no km 17 da PRC-467, próximo a Marechal Cândido Rondon. Sete pessoas morreram e outras 13 ficaram feridas.

Encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon, ele confirmou a participação no acidente e foi preso em flagrante. Irá responder pelos crimes de homicídio culposo e lesão corporal culposa, além de não ter prestado socorro por ter deixado o local. O caso não cabe fiança, por isso ele foi levado à cadeia da cidade. O caminhão foi apreendido e passará por perícia científica, assim como o micro-ônibus.

“O motorista estava próximo a Guaíra, voltando para o Mato Grosso do Sul, onde reside. Ele contou que desviou de um caminhão de porco e por isso invadiu a pista contrária. Também falou que, ao olhar pelo retrovisor, não viu sinal de acidente, por isso seguiu viagem”, afirmou o delegado Rodrigo Baptista, de Marechal Cândido Rondon, responsável pelo caso.

De acordo com a PMPR, o caminhão, carregado de milho, se chocou com a lateral do ônibus, que saiu da pista e acabou colidindo contra uma árvore. Equipes do Samu, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Rodoviária Federal e frotas do município foram mobilizadas, com os feridos encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento de Marechal Cândido Rondon.

Como os casos eram considerados graves, os feridos foram transferidos para hospitais de referência da região, com o Bom Jesus, de Toledo, e o Hospital Universitário e São Lucas, de Cascavel. “A situação se agravou bastante em razão da extensão do acidente, com capotamento do ônibus. Por isso buscamos um atendimento mais adequado nesses hospitais de referência da nossa rede”, afirmou a médica a Karina Ebraim, diretora técnica médico do Samu da região.

Todos ainda estão internados sob acompanhamento médico.

(Matéria: AENPr/com revisão).