Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Turvo completa 40 anos nesta quinta-feira (12)

12 de maio de 2022 às 14:38
A emancipação política de Turvo aconteceu através da Lei Estadual nº 7.576, de 12 de maio de 1982, por meio da assinatura do governador da época Ney Aminthas de Barros Braga, que desmembrou o território de Guarapuava

Turvo, capital dos pinheirais, celebra 40 anos da emancipação nesta quinta-feira (12).

Antigamente o município era uma região interiorana da cidade de Guarapuava, povoada por indígenas, quilombolas e imigrantes portugueses e espanhóis. Ao longo dos anos, a região foi crescendo e se desenvolvendo, acolhendo famílias oriundas de municípios da região.

De acordo com historiadores, o desbravador Antônio Leonel Ferreira, da cidade paulista de São Pedro Turvo, adentrou nos sertões de Pitanga em 1987, percorrendo a região com um grupo de desbravadores, enquanto davam denominação às localidades de Boa Ventura, Tigre, Rio Bonito e Rio Turvo, este em homenagem a sua terra natal. A localidade do município, nasceu às margens do Rio Turvo, mais tarde conhecido como Turvo, e se tornou o nome da cidade.

A população turvense sempre teve muita esperança e fé, e em 1924 surgiram as primeiras reuniões dos membros da Igreja Presbiteriana do Brasil, a primeira instalação religiosa que se tem registro. Logo após, surgiu a Igreja Católica N.S. Aparecida e a Igreja Católica Ucraniana N.S. do Perpétuo Socorro.

A emancipação política de Turvo aconteceu através da Lei Estadual nº 7.576, de 12 de maio de 1982, por meio da assinatura do governador da época Ney Aminthas de Barros Braga, que desmembrou o território de Guarapuava.

Desenvolvimento

A agricultura e pecuária sempre estiveram presentes e foram fundamentais para o desenvolvimento e crescimento econômico do município, os principais ramos de atividades eram o setor madeireiro, extração de erva-mate e a bovinocultura de corte. Os tropeiros foram o principal meio de transporte para a mercadoria que era produzida e comercializada para as cidades da região.

Com o passar dos anos, outras atividades tiveram visibilidade na produção agrícola, como a bovinocultura de leite, a produção de grãos (soja), e a horticultura, que se destacou dentro da agricultura familiar. A erva-mate continua com um papel de destaque dentro do quadro agrícola de Turvo.

Hoje, a agricultura do município possui um olhar para o momento atual e a visão para o futuro, promovendo a inovação nos setores da bovinocultura de leite, com a introdução de um sistema eletrônico de gestão para os produtores do leite 10+ e também pesquisas relacionadas ao desenvolvimento e fortalecimento da cadeia da erva-mate.

Riquezas culturais e belezas naturais

Turvo, é considerada a Capital dos Pinheirais pela Lei nº 20.525/2021. Possui destinos que oferecem paz e tranquilidade, com natureza exuberante e preservada, com matas, rios, cachoeiras, ar puro, fauna e flora.

O município também é rico em diversidade cultural, possuindo em seu território duas aldeias indígenas dos povos Guarani e Kaingang, a comunidade quilombola Campina dos Morenos, povos faxinalenses, tropeiros e descendentes de portugueses e espanhóis.

A preservação dos costumes e da cultura turvense estão presentes na Capital dos Pinheirais e anualmente acontece a tradicional Olimpíada Rural, que surgiu com objetivo de valorizar o homem do campo oriundos da agricultura familiar e fortalecer o espírito de associativismo entre os agricultores e as comunidades.

O município continua crescendo

Nos últimos 05 anos, Turvo ultrapassou a marca de 50 milhões de reais de investimentos em saúde, educação, infraestrutura urbana e infraestrutura de transportes.

Em convênios estaduais foram 25.355.860,74 milhões de reais investidos, contemplando várias obras como:

– Rede de Esgoto e a Rede de Tratamento de Esgoto, que antes não haviam no município;
– Recape Asfáltico da Av. Nossa Senhora Aparecida, Av. Moacir Júlio Silvestri (trecho entre a Rua Dr. João Ferreira Neves a Rua Benedito Lisboa de Souza) e a Pavimentação Asfáltica da Av. 12 de Maio, trecho norte;
– Reformas na UBS Iracy de Campos, UBS Faxinal da Boa Vista, UBS Cachoeira dos Turcos, UBS Cachoeira dos Mendes e reformas no Terminal Rodoviário e nas Escolas do Campo;
– Ambulâncias com UTI móvel e ônibus da saúde;
– Equipamentos Rodoviários e Máquinas Agrícolas (Trator, Distribuidor de Calcário, Semeadora, Rolo Compactador e Trator);
– E recuperação da Rodovia João Maria de Jesus.
Em convênios federais foram 19.239.526,94 milhões de reais investidos em obras de:

– Pavimentações Asfálticas da Rua Ernesto Rickli e Expedicionários, Walter Brugg, Eucalina Nunes, Av. 12 de Maio (Vila Jaime), Rua Araucária e Paraná;
– Aquisição de Máquinas, Insumos e Equipamentos agrícolas como: Retroescavadeira, tratores, carretas agrícolas, seladora, colhedora de forragens;
– Construção de muros de contenção de encostas no Campo Municipal e na UBS Iracy de Campos;
– Academia da saúde e mais de R$ 6 milhões em investimentos na área de saúde por meio de recursos PAB e MAC;
– No tão sonhado Parque Ambiental e muito mais!
Além das contrapartidas dos convênios federais e estaduais, a prefeitura realizou diversas obras com recursos próprios, algumas delas são:

– A construção da UBS Jardim Filadélfia;
– Reforma da Escola Elias Abrahão;
– Realização de Pavimentações Poliédricas das Ruas e Pavimentação Asfáltica;
– Em obras de PMF em diversos locais na sede;
– Além dos equipamentos utilizados para PMF e outros serviços que contribuíram para a execução de obras.

Terra acolhedora
Turvo é palco de gente guerreira, batalhadora, de gente que sonha, almeja e corre atrás. É um município que colhe fruto do passado, e continua plantando para o futuro. Acolhe quem chega de braços abertos, e segue sendo morada para quem sempre esteve presente.

(Matéria: Assessoria/Pref. de Turvo/com revisão).