Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Volodymyr Zelensky critica a posição de neutralidade do presidente Bolsonaro na guerra

20 de julho de 2022 às 14:14
Conforme matéria do Portal G1, "Em sua primeira entrevista a um veículo de imprensa da América Latina desde o início da guerra, o presidente da Ucrânia comparou a posição de Jair Bolsonaro à de líderes que ficaram neutros durante o início da Segunda Guerra Mundial"

Matéria: Reprodução/G1

O presidente da UcrâniaVolodymyr Zelensky, deu uma entrevista exclusiva nesta terça-feira (19) à correspondente da Globo Raquel Krähenbühl. Ele contou detalhes sobre o telefonema de segunda-feira (18) com o presidente Jair Bolsonaro.

Zelensky criticou a neutralidade do Brasil decidida por Bolsonaro em relação ao conflito e comparou a posição do presidente Bolsonaro à de líderes que ficaram neutros durante o início da Segunda Guerra Mundial. Foi a primeira entrevista de Zelensky a um veículo de imprensa da América Latina desde o início da guerra.

“Ontem eu falei com o presidente Bolsonaro e sou grato a ele por essa conversa. Não foi a minha primeira conversa com o presidente do Brasil. Eu não apoio a posição dele de neutralidade. Eu não acredito que alguém possa se manter neutro quando há uma guerra no mundo”, diz Zelensky.

Zelensky completa: “Portanto, eu não apoio essa posição. Eu disse isso para o presidente: ‘Preciso de uma posição do Brasil. Eu conto com o seu povo, eu sei que tipo de pessoas estão lá, elas são maravilhosas. Eu tenho certeza de que elas apoiam os mesmos valores que nós apoiamos. Independentemente da língua que falamos. Somos um só povo’. Nós respeitamos nossos vizinhos. Aqui, meu vizinho tem filhos e eu o ajudo quando ele precisa, quando os filhos ficam doentes. Temos o mesmo sentimento. Só queremos viver e respeitar as leis e, assim, sermos respeitados. Queremos trabalhar e alimentar nossos filhos, isso nos faz humanos. Não estamos tão longe assim uns dos outros, não há diferença entre os nossos valores, só há distância em quilômetros. E, por isso, acredito que o Brasil é como qualquer outro país da América Latina”.

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, gesticula durante coletiva de imprensa conjunta com o presidente francês em Kiev, 8 de fevereiro de 2022 – AFP (Reprodução IstoÉ)