Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

30ª Noite Ucraniana do Grupo Vesselka retorna neste sábado (06); Evento não ocorre desde 2019

3 de agosto de 2022 às 17:51
Além da janta com cardápio ucraniano, o grupo apresenta um espetáculo de aproximadamente 1h; Cerca de 980 pessoas devem prestigiar o evento no Centro Paroquial São Josafat

A 30ª  Noite Ucraniana, organizada pelo Grupo Folclórico Ucraniano Brasileiro Vesselka, tem data marcada e coreografias montadas para esse 2022. O grupo não apresenta o tradicional evento há dois anos, desde que a pandemia da Covid-19 começou.

O Vesselka, que já dançou em palcos nacionais e internacionais, separa um tempo importante para a montagem das danças, algumas com teatros, apresentadas na Noite Ucraniana em Prudentópolis. O evento está marcado para esse sábado (06), no Centro Social São Josafat.

Conforme o presidente do grupo, Fernando Demenech, os cerca de 70 dançarinos começaram a se preparar ainda no ano passado, alcançando quase um ano de muito ensaio e comprometimento.

“Começamos a idealizar a 30ª Noite Ucraniana em agosto de 2021, com o retorno dos ensaios e baseados no elenco que tínhamos naquele momento. Em seguida, iniciamos as pesquisas para poder adiantar os trabalhos e iniciar 2022 com o espetáculo já predefinido”, comentou Fernando em entrevista ao Nossa Gente.

Grupo reunido em um dos ensaios antes da Noite Ucraniana de 2022. Foto: Reprodução Vesselka

Para este espetáculo, os integrantes têm se baseado na história de “Chumaks”, que segundo Fernando, era uma ocupação comercial na Ucrânia, entre o século 17 e meados do 19, com carroceiros viajantes que levavam grãos, banha, têxteis, vinho e sal de uma região para outra.

Dançarinos se concentram antes da Noite Ucraniana, no camarim, em 2019. Momento reúne orações e incentivos antes do espetáculo. Foto: Reprodução Vesselka/Original Filmes.

A 30ª Noite Ucraniana também conta com um jantar típico ucraniano, servido antes do espetáculo. Ao todo, aproximadamente 950 pessoas, divididas em 140 mesas, devem prestigiar o evento.

Os ingressos começaram a ser vendidos há cerca de um mês e se esgotaram após alguns dias. Conforme o presidente do Vesselka, além de moradores da cidade e região, devem comparecer turistas de outros estados.

“No início era tudo muito difícil, tinha que ir de porta em porta para vender 200 ingressos. Atualmente, estamos vendendo quase mil ingressos num prazo de quatro dias. Então, isso mostra todo carinho que a nossa comunidade tem com o Vesselka e com a Noite Ucraniana”, contou o atual presidente.

Mas para que tudo ficasse pronto e os ingressos pudessem começar a serem divulgados, muitas mãos precisaram se unir junto ao esforço dos dançarinos. “A Noite Ucraniana não é somente a dança, temos a pré-produção que consiste na equipe do Departamento, que cuida de todos os trajes e utensílios do Vesselka, a equipe de cozinha responsável pelo jantar, os pais que ajudam também na organização do Centro Paroquial, os amigos do Vesselka… Então envolve bastante pessoas e atividades para a realização da Noite Ucraniana”, finalizou Fernando ao Nossa Gente.

O grupo foi fundado em 1958 e completou 64 anos nesta segunda-feira (1º). A turma foi chamada de Grupo Infantil de Amadores até o ano de 1978, quando mudou o nome para Grupo Folclórico Ucraniano Brasileiro Vesselka.

O Centro Social São Josafat aloca em média 140 meses na Noite Ucraniana. Foto: Reprodução Vesselka/Original Filmes

2ª Festa do Folclore Ucraniano

Além da volta do espetáculo, neste ano também ocorre a 2ª Festa do Folclore Ucraniano, no domingo (07), a partir das 13h30. Um dia marcado com apresentações folclóricas, venda de artesanato e gastronomia.

A festa vai contar com apresentações do Vesselka, da Escolinha Nossa Senhora do Patrocínio, da Associação Vesná, de Roncador, do Grupo Folclórico Ucraniano Kyiv, de Pitanga, e do Folclore Ucraniano Barvinok, de Curitiba.

Dois Mundos – Uma Alma

O Vesselka dividiu o palco do Clube XII de Novembro com o também grupo de danças ucranianas Pavlychenko, do Canadá, na semana passada. Os visitantes estavam em turnê pelo Brasil e Argentina e já tinham se apresentado em outras cidades com com grande parcela de descendentes ucranianos.

O encontro reuniu cerca de 480 pessoas e arrecadou fundos para o Comitê Humanitas Brasil-Ucrânia.

Foto: QG Records/ Cleberson Vetorazzi/ Reprodução Vesselka

(Matéria: Samilli Penteado/Redação Nossa Gente)