Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Em Inácio Martins Polícia Militar aprende 4000 mil baterias de celular de origem ilícita

1 de setembro de 2022 às 08:40
Perguntado o que teria dentro das caixas esta respondeu que seriam varias baterias de celular, e que a mesma não tinha a nota da compra dos objetos, que teria comprado as baterias no Paraguai, e levaria para o estado de São Paulo.

A equipe da policia militar de Inácio Martins avistou um veículo Chevrolet/Onix de cor branca, que ao avistar a equipe diminuiu a velocidade, sendo notado pela equipe que o mesmo possivelmente estaria com grande carga no porta-malas, pois a parte traseira do veículo estava muito baixa.

Sendo assim realizado a abordagem, onde constatou-se que o veículo esta em nome de uma empresa.

Solicitado a cnh do condutor, este relatou ser motorista de aplicativo, que estaria fazendo uma corrida e que levaria a cliente até a rodoviária da cidade de Irati.

Perguntado se o mesmo teria alguma carga no porta-malas este respondeu que sim, que teria uma mala e algumas caixas de propriedade da cliente. Fora solicitado que fosse aberto o porta-malas, onde foi avistado varias caixas isoladas com fita adesiva.

Questionado a passageira se os volumes seriam mesmo de sua propriedade, esta respondeu que sim.

Perguntado o que teria dentro das caixas esta respondeu que seriam varias baterias de celular, e que a mesma não tinha a nota da compra dos objetos, que teria comprado as baterias no Paraguai, e levaria para o estado de São Paulo.

Sendo assim foi deslocado com o veículo e os dois ocupantes até o destacamento de policia militar onde foi aberto as caixas verificado a quantidade de 85 pacotes com varias baterias de varias marcas e modelos e também 8 receptores btv.

Entrado em contato com a Receita Federal, e de imediato repassado a situação.

Sendo assim contabilizados 85 pacotes onde estima-se que continham aproximadamente 4.000 (quatro mil) baterias e seis aparelhos receptores btv, sendo entregues os objetos o veículo e os envolvidos ao agente da receita federal o qual compareceu no destacamento da policia militar para providencias.