Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

Turismo paranaense ganhou protagonismo na gestão Ratinho Junior

11 de setembro de 2022 às 10:08
“Nosso objetivo é estimular ações que utilizem o esporte como indutor do turismo, gerador de emprego e renda e de desenvolvimento econômico dos municípios”, explicou Ratinho Junior.

As ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para fomentar o turismo paranaense, importante segmento da economia, passaram pela criação do Viaje Paraná, site que apresenta os municípios e atrativos paranaenses; a TV Paraná Turismo, voltada a mostrar as belezas naturais do Estado e o desenvolvimento de planos turísticos operacionais para as 15 principais regiões turísticas, com potenciais a serem explorados até 2024.

O governo Ratinho Junior ainda realizou políticas de incentivo ao turismo rural com as Caminhadas na Natureza e o cicloturismo; a implementação de um grupo de trabalho para apoiar as ações do turismo religioso e náutico; cadastramento de empresas do setor no sistema do governo federal que oferece acesso facilitado a recursos; fortalecimento de uma linha de crédito no BRDE para o setor, principalmente para minimizar os efeitos pós- pandemia; além da implementação do programa Voe Paraná.

“O Paraná tinha um histórico de trabalhar o turismo regional de forma muito tímida. Quando assumi o governo adotei a estratégia de apostar na comunicação como forma de divulgação das belezas naturais do nosso Estado e permiti investimento nos modais aéreo e rodoviário do Paraná, alavancando o setor.

Assim, promovemos a imagem do estado como um destino de turismo em âmbito regional, nacional e internacional”, destacou Ratinho Junior.

O esporte foi um indutor do turismo e de integração entre as novas gerações, as cidades e as modalidades.

O Governo do Estado organizou um novo calendário de jogos, incluiu o futebol feminino no Paraná Bom de Bola, incentivou competições de artes marciais e a programação do Verão Paraná, e fomentou o crescimento de bolsas para atletas.

“Nosso objetivo é estimular ações que utilizem o esporte como indutor do turismo, gerador de emprego e renda e de desenvolvimento econômico dos municípios”, explicou Ratinho Junior.

Parceria do Governo do Paraná com os municípios, o Pelada Paraná visa instalar e equipar ciclorrotas em todo Estado.

Além de divulgar os eventos e as atrações turísticas das regiões participantes, os principais objetivos do programa são incentivar o uso da bicicleta como atividade física e de lazer, além de contribuir com o desenvolvimento regional.

Já os Jogos de Aventura e Natureza, competição em formato inédito no Brasil, tem por finalidade incentivar a prática de esportes e induzir o turismo nas mais diversas regiões do Estado.

“Os Jogos de Aventura e Natureza e o programa Pedala Paraná estarão em mais cidades, atrairão grandes eventos de cunho nacional e internacional, movimentando a rede hoteleira, restaurantes e girando o capital financeiro do comércio das regiões onde se instalam”.

TURISMO E MEIO-AMBIENTE
O turismo se tornou um instrumento de conservação e desenvolvimento econômico no entorno de áreas protegidas. Durante o período, o Governo do Estado assinou sete termos de gestão compartilhada de Unidades de Conservação com municípios e terceiro setor para o uso público de espaços verdes e turismo.

Foi lançado o projeto Paraná Aventura, com o objetivo de promover a segurança de quem pratica atividades de aventura nas Unidades de Conservação, através de capacitação e regulamentação.

O projeto Parques Urbanos incentivou a criação de parques em regiões de fundo de vale ou áreas com ações erosivas. Uma das características comuns foi a proteção dos recursos hídricos em Áreas de Preservação Permanente Ecológica (APP).

Além da conservação ambiental, foram criados novos espaços de lazer, com potencial turístico. Lançado em 2019, recebeu investimentos de R$ 72 milhões e chegou a 63 municípios. Outros 35 já foram aprovados.

Para os próximos quatro anos Ratinho Junior destacou que o programa Parques Urbanos prosseguirá como uma alternativa de minimização dos impactos da expansão urbana, com a abertura de novas áreas de lazer e conservação ambiental. Os rios serão repovoados com mais de 7 milhões de peixes nativos.

“Já o Paraná Aventura promoverá qualificação empresarial de turismo em áreas naturais e com o Parques Paraná serão expandidas as parcerias público-privadas, concessões e gestão compartilhada com o terceiro setor”, disse Ratinho Junior.

“O turismo náutico e a pesca esportiva ganharão uma política específica de utilização responsável das represas, áreas litorâneas, rios e reservatórios, conciliando sustentabilidade e novas fontes de geração de emprego e de receitas aos municípios”, acrescentou.

O Governo do Estado projeta, ainda, fomentar o turismo com novas políticas e financiamentos para os setores público e privado, incentivando investimentos em infraestrutura, de modo a maximizar a qualidade das experiências dos turistas.

Prestes a se tornar um banco totalmente verde, o BRDE terá um ciclo inovador nos próximos anos. De olho em um futuro conectado com as políticas de desenvolvimento da região Sul, projeta investimentos cada vez maiores em grandes linhas: agricultura, segurança e alternativas energética, parcerias público-privadas, turismo, meio ambiente e desenvolvimento dos municípios. O objetivo é entregar recursos para a sociedade com mais fluidez e baixo custo.

VOE PARANÁ
As ações voltadas para o desenvolvimento regional do Estado passaram, também, pela criação do Programa Voe Paraná. Implantado em 2019 pela gestão Ratinho Junior, o Voe Paraná mudou o cenário aeroportuário do Estado.

O número de aeroportos com operações regulares passou de seis, em 2018, para 20 em janeiro deste ano, três vezes maior. Juntos, eles oferecem mais de 60 rotas regionais que conectam cidades de todo o Paraná com o Aeroporto Internacional de São José dos Pinhais, na Grande Curitiba.

Os municípios de Cianorte, Telêmaco Borba, Arapongas, Campo Mourão, Apucarana, Guaíra, Francisco Beltrão, Cornélio Procópio, União da Vitória, Guaíra, Paranavaí e Umuarama recebem voos vindos de Curitiba.

As operações são realizadas de duas a quatro vezes por semana. Além disso, há voos regulares da Capital para Toledo, Guarapuava, Pato Branco, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu. O Paraná também recebe voos de várias capitais brasileiras e da Argentina.