Nossa Gente

Seu novo portal de notícias em Prudentópolis e região

18ª Feira de Sementes Crioulas reuniu mais de 4 mil pessoas em Irati

20 de setembro de 2022 às 08:15
Um dos objetivos da feira foi fortalecer as famílias chamadas "Guardiãs de Sementes", que conservam e multiplicam sementes e mudas livres de transgênicos.

Aconteceu no último final de semana a 18ª Feira de Sementes Crioulas e da Agrobiodiversidade, no CT Willy Laars, em Irati. A programação aconteceu na sexta-feira (16) e no sábado (17) e reuniu mais de 4 mil pessoas, vindas de várias cidades e estados. O evento teve entrada gratuita e era aberto para participação de toda a comunidade.

Um dos objetivos da feira foi fortalecer as famílias chamadas “Guardiãs de Sementes”, que conservam e multiplicam sementes e mudas livres de transgênicos.

A organização foi do Coletivo Triunfo, formado por várias instituições e participantes, e contou com apoio da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, Sindicato Municipal dos Trabalhadores Rurais e Prefeitura de Irati. Estiveram presentes aproximadamente 120 expositores.

Durante a abertura oficial, o prefeito Jorge Derbli deu as boas-vindas a todos os participantes e já adiantou o convite para que no próximo ano façam novamente a feira em Irati. Ele também ressaltou a importância da agricultura familiar.

“O mundo precisa do alimento que dá qualidade de vida e vocês são peças fundamentais nesse processo, são os que colocam a comida nas mesas das famílias”, ressaltou.

Segundo Renato Kovalski Ribeiro, biólogo e assessor técnico da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia, os participantes do evento eram do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraíba, Mato Grosso e Goiás.

Ele conta que além das trocas de sementes e experiências, os agricultores participaram de oficinas, como de alimentação saudável e sobre a valorização da cadeia produtiva da erva-mate. “É um evento que valoriza o pequeno produtor, que fala sobre a importância de produzir o alimento limpo, de plantar no quintal de casa o que se consome”, explicou.

Ribeiro destacou que 70% dos participantes da feira eram mulheres. “Muitas produziam seus produtos em casa. Através de projetos passaram a valorizar o que fazem e ter uma renda extra para suas famílias”, acrescentou. Entre as produtoras que participaram estava Aline Roscosz, do grupo Quintais Produtivos, do município de Palmeira.

A iniciativa reúne 40 produtoras, de várias comunidades rurais. “Elas produzem conservas, compotas, artesanatos, produtos de panificação, vinhos, doces, flores, verduras. Na feira encontraram a oportunidade de aprender e foram incentivadas a produzir mais, pois perceberam que seus produtos têm saída e são valorizados”, explicou.

A variedade de produtos chamou a atenção dos participantes da feira. Diversas sementes e mudas crioulas estão há milhares de anos nas mãos de indígenas, povos tradicionais e famílias agricultoras.

Elas passam por um processo constante de seleção e adaptação aos mais diversos climas e solos, gerando várias formas, cores e sabores. Alguns participantes somavam uma infinidade de sementes e mudas, além de conhecimentos que foram compartilhados.

O secretário municipal de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, Raimundo Gnatkowski, ressaltou a importância da preservação das sementes crioulas. “É um trabalho fantástico, uma missão, uma vocação.

A tecnologia veio, com produções de sementes, mas precisamos desses guardiões. Irati e região têm muitos agricultores familiares e observamos a importância deles. São os produtores dos nossos alimentos, das verduras, frutas, do pão, do leite, que estão na nossa casa”, destacou.

 

Informações e fotos: SECOM Irati