Em série de entrevistas, Ratinho Junior garante continuidade de obras, investimentos e programas

5 de outubro de 2022 às 09:01

Nunca antes na história do Paraná um governante recebeu uma aprovação tão grande da população. Precisamente, 4.243.292 paranaenses disseram sim para a continuidade do governador Carlos Massa Ratinho Junior no comando do Palácio Iguaçu. O número equivale a 69,64% dos votos válidos, sacramentando no domingo (02) a vitória ainda no primeiro turno.

Eleito em 2018 com 3.210.712, Ratinho Junior incorporou mais de um milhão de votos em quatro anos, um incremento de 32% entre uma eleição e outra. Gente que aprovou o primeiro mandato, ainda em andamento, e ratificou nas urnas mais quatro anos para o político nascido em Jandaia do Sul (Vale do Ivaí), típico pé-vermelho nos moldes e costumes, como faz questão de deixar claro.

São números expressivos que impulsionam o nome de Ratinho Junior no cenário nacional. Nada, porém, que desvie o foco do governador. O objetivo, reforçou em uma série de entrevistas nesta segunda-feira (03), é consolidar programas e projetos de sucesso implementados nesta primeira fase da gestão, ampliar o alcance das ações e investir em novas soluções que verdadeiramente mudem a vida das pessoas.

Ele citou a descentralização da saúde, o recorde na atração de investimentos e geração de empregos, a reestruturação da infraestrutura do Estado, a redução das taxas de criminalidade e, claro, a melhor educação do País, como indicou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) há poucos dias, como grandes conquistas que terão um segundo capítulo.

Nas conversas com a imprensa, um dia após a consagração nas urnas, Ratinho Junior fez um balanço do atual mandato e indicou caminhos para repetir a performance nos próximos quatro anos. “Quero fazer do Paraná o melhor estado do País para as pessoas viverem. Vou trabalhar e gastar toda a minha energia nisso”, cravou.

Confira os principais tópicos abordados e as respostas de Ratinho Junior:

– Aprovação da gestão e marca histórica com mais de 4,2 milhões de votos

Fui surpreendido, sem a menor dúvida. É claro que esperávamos vencer a eleição, toda a equipe trabalhou muito para fechar no primeiro turno, mas não esperava uma votação tão significativa. Gastei meu tempo trabalhando e a população soube reconhecer isso. Me sinto honrado pelos paranaenses, ao mesmo tempo em que aumenta a minha responsabilidade. Responsabilidade de fazer mais e melhor. Quero fazer do Paraná o melhor estado do País para as pessoas viverem. Vou trabalhar e gastar toda a minha energia nisso. Minha gratidão é eterna ao povo do Paraná.

– Manutenção de programas e ações como o Banco do Agricultor, Banco da Mulher, Ganhando o Mundo e Opera Paraná

Eles são fruto de muito trabalho. Será um governo de continuidade, ampliando o que deu certo e fazendo ajustes finos para que a máquina possa rodar ainda melhor. Tudo isso, espero, dentro de um cenário mais favorável, sem pandemia e crise hídrica, para que possamos concentrar esforços na transformação do Paraná, sem precisar desviar o foco.

– Continuidade das obras e investimentos nos municípios

A transformação do Paraná passa por novas obras. Conseguimos avançar com a segunda ponte Brasil-Paraguai, a pavimentação na Estrada Boiadeira, a duplicação da Rodovia dos Minérios, os investimentos milionários na PRC-280, PR-323 e PR-445, o Trevo Cataratas, a construção do Viaduto Bratislava. Mas ainda há muito a se fazer. Continuaremos com as duplicações, construção de terceiras faixas, de viadutos e dos contornos urbanos.

A revitalização da Orla de Matinhos está em andamento e já existe uma empresa licitada para a Ponte de Guaratuba, só questão de confirmar o resultado. Então o nosso Litoral também será prioridade.

E também estamos pensando em outros modais. A Nova Ferroeste está bem próxima de ir para leilão. Um estado precisa de uma infraestrutura de qualidade para se desenvolver, gerar emprego e renda. Queremos fazer do Paraná a central logística da América do Sul e todo o nosso planejamento está voltado para isso.

– Ponte de Guaratuba

É o que vai transformar definitivamente o nosso Litoral, torná-lo capaz de atrair mais turistas e competir com Santa Catarina. Essa obra era prometida há mais de 40 anos e nunca saiu do papel. Nem quis colocá-la no meu primeiro Plano de Governo porque sempre me pareceu muito difícil de torná-la uma realidade, mas deste o meu primeiro dia como governador trabalhei para que acontecesse. E aconteceu. E vai sair do papel agora, será entregue nos próximos anos.

– Nova concessão rodoviária

Primeiro, é preciso deixar claro que aquele modelo de pedágio que por tanto tempo prejudicou o Paraná não existe mais. Partimos para uma nova formatação, em parceira com o governo federal, baseada no preço justo e em muitas obras. É esse equilíbrio que precisa existir. Não adianta um pedágio muito barato, mas que não venha acompanhado de obras. Nem obras a custos elevadíssimos para quem trafega. Precisamos da duplicação de Curitiba a Foz; de Curitiba a Guaíra; de Jacarezinho a Curitiba. É isso que vai diminuir o custo do frete, com impacto em toda a operação comercial. É isso que vai gerar ainda mais emprego e renda. Mas tudo dentro de um valor justo para a população.

– Geração de empregos e queda das taxas de desocupação

Somos o maior gerador de emprego da região Sul e um dos quatro maiores do País. Consolidamos um bom ambiente político, o que ajuda a atrair mais investimentos. Não há brigas. A economia está crescendo e agora a meta é fazer com que os investimentos e os empregos sejam pulverizados por todos os cantos do Paraná, criando uma igualdade desenvolvimentista. O Caged aponta que já ultrapassamos a faixa de 100 mil empregos neste ano e queremos fechar bem essa reta final.

– Educação e saúde

São três áreas muito prioritárias e que receberão mais investimentos para melhorar a vida das pessoas. Na educação, alcançamos a melhor educação do País com o primeiro lugar no Ideb, mas não estamos satisfeitos. Queremos ter a melhor educação da América do Sul. E como fazer isso? Incrementando os programas em andamento, como o Ganhando o Mundo e o Mais Merenda, ampliando o número de escolas integrais, das aulas de robótica, programação e educação financeira. E também investir no aprimoramento e qualificação dos professores.

Nos próximos meses implementaremos na grade escolar aulas de oratória para que os jovens aprendam a falar em público. Também queremos, nos próximos anos, fazer com que um aluno de cada escola da rede pública possa fazer intercâmbio no Exterior por meio do Ganhando o Mundo. Ou seja, mandar mais de dois mil alunos por ano para estudar no exterior.

Na saúde, vamos seguir nesse processo de descentralização, fazendo com que ela fique sempre perto da casa das pessoas. Dar vazão à fila de espera por cirurgias eletivas, fruto da concentração de esforços no combate à Covid-19, e ampliar a capacidade de atendimento dos hospitais universitários e regionais. Neste ano foram realizadas 256 mil cirurgias eletivas hospitalares e ambulatoriais entre janeiro e julho, número que representa 76% do total de cirurgias realizadas durante todo o ano de 2021. Do total deste ano, mais de 5 mil já estão dentro do Opera Paraná, programa que criamos para dar vazão a essa demanda. A ideia é normalizar essa situação muito em breve.

– Segurança pública

Investimento em pessoal, equipamentos e tecnologia. É o que fizemos na primeira gestão e vamos continuar fazendo. É isso que vai reduzir ainda mais os índices de criminalidade no Paraná.

– Parceria com o Legislativo e deputados estaduais

Esse ambiente de paz está em todos os Poderes. Estamos unidos em torno de propostas e projetos para o bem do Paraná. E vamos seguir assim, na construção do futuro do Estado. A Assembleia Legislativa tem ótimos quadros, ampliou a participação feminina e terá, sem dúvida, um papel fundamental nos próximos quatro anos.

Prudentópolis
19º
Tempo nublado
Ponta Grossa
19º
Tempo nublado
Guarapuava
18º
Chuvas esparsas
Curitiba
18º
Chuvas esparsas
Londrina
28º
Parcialmente nublado
União da Vitória
20º
Tempo nublado
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunica o falecimento
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que e a Funerária São João  e o Plano Uni-Paz   comunica o falecimento de Celia Parhuts, ocorrido aos 46 anos de idade.
  • NOTA DE FALECIMENTO: É com pesar que a Funerária São João e o Plano Uni-Paz comunicam o falecimento
  • As Irmãs Servas de Maria Imaculada, comunicam o falecimento da IRMÃ JACINTA CECÍLIA GRESKIV, SMI
  • Apae de Prudentópolis lamenta a morte da ex-aluna Marlene Presasniuk
  • NOTAS DE FALECIMENTO: É com pesar que a Funerária São João e o Plano Uni Paz comunicam os falecimentos
  • Homem abandona moto ao fugir da PM, em Imbituva
  • Rompimento de adutora afeta abastecimento de água em Imbituva
  • Resultado do Vestibular 2023 já está no site da Unicentro
  • Vagas de emprego disponíveis na Agência do Trabalhador nesta segunda (05), em Prudentópolis
  • Prudentópolis registra 31 novos casos de Covid-19; 20 estão ativos
  • 16º Batalhão da Polícia Militar lança Operação Natal