Atletiba termina empatado e com pancadaria na Arena da Baixada

6 de fevereiro de 2023 às 08:34

No Atletiba mais agitado dos últimos anosAthletico e Coritiba empataram em 1×1 na noite deste domingo (5), na Arena da Baixada, pela sétima rodada do Campeonato Paranaense.

Com dois times querendo a vitória, o clássico foi emocionante. Os gols foram marcados por Kaio César e Pablo. Mas o jogo foi manchado por uma briga generalizada no último minuto.

O resultado do Atletiba mantém o Athletico na liderança do Estadual, com 19 pontos, mas sem os 100% de aproveitamento. O Coritiba segue em segundo, com 17 pontos, também invicto, mas com o Operário agora em seu encalço.

Na oitava rodada do Campeonato Paranaense, a dupla Atletiba entra em campo em datas bem distintas. O Athletico joga nesta quarta-feira (8), às 20h, contra o Cianorte, no Albino Turbay. Já o Coritiba teve seu jogo com o Cascavel adiado para o domingo de Carnaval (19), às 16h, no Olímpico Regional.

O jogo

Athletico e Coritiba decidiram atacar desde o início do Atletiba. Paulo Turra escalou Vitor Bueno e Terans juntos, a formação que melhor rendeu nesta temporada. E António Oliveira tirou um volante para escalar Marcelino Moreno.

Os dois lados colocaram os principais jogadores da dupla – e, principalmente, os de maior qualidade técnica. E a estratégia da marcação adiantada foi usada por Furacão e Coxa nos primeiros minutos do clássico.

E foi o Coritiba que saiu na frente no Atletiba. Em uma troca de passes que começou na esquerda, com Alef Manga, a bola passou por todo o ataque até Rodrigo Pinho tocar para Kaio César, que surpreendeu Bento com um chute no cantinho.

E logo depois Rodrigo Pinho perdeu um gol debaixo das traves. E a reação do Athletico demorou apenas oito minutos para chegar. Numa saída errada de Victor Luís, Terans e Pablo tabelaram até a cara do gol – e foi o camisa 92 que marcou, seu sexto gol no Campeonato Paranaense.

O Atletiba pegou fogo. Com os dois times com dificuldades na marcação – o Athletico pelos lados e o Coritiba pelo meio -, sobrava espaço para atacar.

Terans e Alef Manga, os dois jogadores mais decisivos, eram mal marcados. Mas foram poucos arremates a gol, mais do Furacão do que do Coxa. Num deles, Vitor Bueno quase virou, mas Gabriel, mesmo com muita dificuldade, fez a defesa. E Pablo até marcou mais um, mas foi marcado impedimento.

Mas a etapa inicial terminou com uma defesa de Bento na cabeçada de Chancellor.

O segundo tempo do Atletiba

O Athletico voltou diferente para a etapa final do Atletiba. Cuello entrou no lugar de Vitinho, que teve uma atuação apagada. Mas foi o Coritiba que teve duas grandes chances nos primeiros minutos, ambas com Rodrigo Pinho. Logo Pablo também desperdiçou uma oportunidade, ressaltando o equilíbrio do jogo.

O Furacão tinha mais posse de bola, tentava deixar o Coxa encaixotado.

Só que as duas equipes rendiam mais nas saídas em velocidade. No lado do Athletico, os erros de passe estavam concentrados no setor ofensivo; e no Coritiba, as falhas eram no setor defensivo. Assim, o Atletiba alternava períodos de domínio – mas seguia mais tenso do que jogado, diferente do primeiro tempo. Aos 20 minutos, Terans acertou a trave em uma cobrança de falta.

Foi quando Kaio César sentiu a coxa, sendo substituído por William Pottker.

Com Christian, Alex Santana, Canobbio e Madson, o Athletico tentou um time mais agressivo para decidir o Atletiba. A resposta do Coritiba foi com Fabrício Daniel e Robson. Mas era o Furacão que dominava, e Canobbio obrigou Gabriel a fazer uma intervenção espetacular. Logo depois, foi Cuello que acertou o travessão, e a bola ainda bateu em Gabriel antes de sair.

Na reta final do jogo, o Furacão se portou dentro do campo do Coxa, mas o jogo ficou mesmo no 1×1. E no último lance, Terans e Alef Manga saíram na pancada, e houve uma briga generalizada, manchando o que seria o melhor clássico dos últimos anos.

Ficha técnica

CAMPEONATO PARANAENSE
1ª Fase – 7ª Rodada

ATHLETICO 1×1 CORITIBA

Athletico
Bento; Khellven (Madson), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Pedrinho; Erick (Christian), Fernandinho, Vitor Bueno (Alex Santana) e Terans; Vitinho (Cuello) e Pablo (Canobbio).
Técnico: Paulo Turra

Coritiba
Gabriel; Natanael, Márcio Silva, Chancellor e Victor Luís; Jesús Trindade (Bernardo), Bruno Gomes (Willian) e Marcelino Moreno (Fabrício Daniel); Kaio César (William Pottker), Rodrigo Pinho (Robson) e Alef Manga.
Técnico: António Oliveira

Local: Arena da Baixada
Árbitro: José Mendonça da Silva Júnior
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA) e Victor Hugo Imazu dos Santos
Gols: Kaio César 16 e Pablo 24 do 1º
Cartões amarelos: Cuello, Fernandinho, Thiago Heleno (CAP); Bruno Gomes, Kaio César, Gabriel (CFC)
Renda: R$ 1.081.490,00
Público pagante: 29.057
Público total: 29.782

Fonte BANDA B

Prudentópolis
21º
Tempo nublado
Ponta Grossa
21º
Parcialmente nublado
Guarapuava
20º
Tempo nublado
Curitiba
22º
Tempo limpo
Londrina
27º
Tempo limpo
União da Vitória
20º
Parcialmente nublado
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento do Sr. Lademiro Petriw, popularmente conhecido como “Ladio”.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antenor Marconato aos 71 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sr. Ilor Vicente Pontarolo.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento da Sra Adelaide Woicik  Stasiu aos 80 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Otávio Swaretz aos 58 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento da Sra. Ana Dobrowolski Kaminski.
  • Ação por ato de improbidade administrativa proposta pelo MP resulta na condenação de vereador de Guarapuava à perda do cargo
  • É amanhã, Super Sexta OdontoTop! Todas as unidades do Hospital do Dente estarão abertas até meia-noite, sem fechar ao meio-dia.
  • Encontro de delegados da Receita Estadual aborda reforma tributária e conformidade fiscal
  • Transparência e agilidade nos serviços: Adapar lança sistemas de Business Intelligence
  • VBP Agropecuário do Paraná cresce 11% em 2023 e alcança R$ 197,8 bilhões
  • Emissão de notas fiscais cresce quase 10% em um ano no Paraná