Vacinação contra a Mpox deve começar na próxima semana no Paraná

17 de março de 2023 às 15:34

O Governo do Paraná fará a distribuição de vacinas contra a Mpox às Regionais de Saúde na terça-feira (21), o que dará início ao processo de vacinação. O Estado recebeu 981 doses do Ministério da Saúde, que serão destinadas ao público-alvo elencado pelo governo federal, que consiste em pessoas vivendo com HIV/aids (PVHA): homens cisgêneros (que se identificam como homens), travestis e mulheres transexuais que tenham idade igual ou superior a 18 anos e status imunológico identificado pela contagem de linfócitos T CD4 inferior a 200 células nos últimos seis meses.

Os imunizantes também estarão disponíveis para profissionais que trabalham diretamente com Orthopoxvírus em laboratórios com nível de biossegurança 3 (NB-3), de 18 a 49 anos de idade. A vacinação também incluirá pessoas que tiveram contato direto com fluídos e secreções corporais de pessoas com suspeita da doença, prováveis ou confirmadas para Mpox, cuja exposição seja classificada como de alto ou médio risco.

“Esta é a primeira etapa para expandir a imunidade destes grupos, que passarão a receber a vacina já na próxima semana”, diz o secretário da Saúde, César Neves. Ele ressalta que o processo acontecerá em dois momentos, com aplicação da primeira e segunda doses, em um intervalo de quatro semanas. “Por isso, destaco a importância de conclamar a todos os paranaenses que se enquadrem dentro do escopo elencado pelo MS para comparecer ao Centro de Orientação e Aconselhamento (Coa) mais próximo e garantir sua proteção”.

Os dados mais recentes divulgados pela Secretaria da Saúde apontam que o Estado soma 301 casos positivos da doença, sendo 286 confirmações no público masculino e 15 resultados positivos em mulheres. “Estamos realizando um trabalho de busca ativa para garantir que o maior número de pessoas receba o imunizante. Respeitamos todas as opiniões, mas é nosso papel reforçar que a vacinação é um processo seguro, testado e que tem como objetivo salvar vidas”, enfatiza Neves.

DOENÇA – A Mpox é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre principalmente por meio de contato com lesões de pele de pessoas infectadas. A infecção causa erupções que geralmente se desenvolvem pelo rosto e depois se espalham para outras partes do corpo.

Os principais sintomas envolvem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, linfadenopatia, calafrios e fadiga.

(Matéria: AENPr*).

Prudentópolis
17º
Tempo nublado
Ponta Grossa
17º
Tempo nublado
Guarapuava
15º
Tempo nublado
Curitiba
18º
Chuviscos
Londrina
22º
Tempo limpo
União da Vitória
18º
Tempo nublado
  • É com pesar que a Funerária São Lucas comunica o falecimento do Irmão Leonidas Antônio Voidelo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel  comunica o falecimento da Sra Tolentina Gonçalves de Araújo aos 79 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel  comunica o falecimento do Sr Elias Ernani Parhuts aos 66 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sr. Nilton Boraiko Vieira. Ocorrido aos 44 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr João Silva de Oliveira aos 74 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Abel Zaias aos 70 anos de idade.
  • Genoma SUS recruta bolsistas nas áreas de ciência de dados e bioinformática
  • Economia Verde do Paraná alcança R$ 140 bilhões e já representa 32,9% do PIB
  • Em ação do MPPR em Castro, Judiciário determina que concessionária isente de pedágio pessoas em tratamento de saúde
  • Prefeitura de Guamiranga realiza cascalhamento em estradas rurais, beneficiando desta vez a comunidade de Àgua branca.
  • Fazenda e Receita alertam para envio de guias falsas de IPVA por e-mails e SMS
  • 12,8 mil estudantes de graduação da UEL devem realizar a renovação de matrículas para 2024