Athletico elimina Botafogo nos pênaltis e está nas quartas da Copa do Brasil

1 de junho de 2023 às 08:30

O Athletico está classificado para as quartas de final da Copa do Brasil. E foi na base do sofrimento – muito sofrimento, inclusive.

Após perder para o Botafogo por 1×0 no tempo normal, na noite desta quarta-feira (31), no Nílton Santos, o Furacão eliminou o time carioca nos pênaltis, vencendo a disputa por 4×1, com uma atuação espetacular de Bento, que defendeu duas cobranças. Agora, a competição para por um mês, e o Rubro-Negro espera o sorteio para conhecer o próximo adversário, com jogos nos dias 5 e 12 de julho.

Com a bola rolando, o Athletico teve apenas uma finalização perigosa, ainda no início da partida. Na maior parte do tempo, o Botafogo controlou o jogo, criou oportunidades, obrigou Bento a fazer importantes defesas e venceu com mais um gol de Tiquinho Soares.

Mesmo atrás, o Furacão seguiu recuado, apesar de alguns momentos em que buscou atacar. No final, as duas equipes desistiram de buscar o resultado, apostando no pênaltis. E na hora da verdade deu Rubro-Negro, com Bento decidindo.

Como se não bastasse a série pela Copa do Brasil, Athletico e Botafogo se reencontram neste sábado (3), às 18h30, na Arena da Baixada, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Depois, na próxima terça (6), às 19h, o Furacão terá o Libertad, também dentro de casa, em jogo que pode garantir a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores.

O jogo do Athletico

O Athletico entrou com Cuello e Hugo Moura nas vagas de Pablo e Fernandinho, que não viajaram para o Rio. Um volante para reforçar a marcação e um ponta para tentar impedir a pressão do Botafogo.

A preocupação carioca era Vitor Roque – ele era caçado por Victor Cuesta. Já o Furacão sofria com a projeção de Tiquinho Soares pela esquerda, pressionando Madson. E foi justamente por aí que saiu o gol alvinegro. Numa falha da marcação, com direito a Hugo Moura caindo sozinho, o artilheiro tocou no canto, sem chances para Bento.

Atrás no placar, o Athletico precisava jogar mais ofensivamente. Mas a bola continuava com o Botafogo. Mais uma vez a postura rubro-negra era muito recuada, dando campo aos donos da casa.

O contra-ataque estava armado, mas acontecia pouco – o Furacão devolvia muito rapidamente a posse aos cariocas. E cometendo muitas faltas, toda hora o alvinegro rondava a área de Bento. Só depois dos 35 minutos os visitantes começaram a ter mais presença ofensiva, inclusive criando algumas oportunidades.

Segundo tempo

Depois de uma etapa inicial truncada, com 21 faltas, Athletico e Botafogo voltaram para tentar decidir sem a disputa por pênaltis. A partida ficou mais aberta, desta vez com o Furacão buscando cadenciar o jogo e o Fogão sair em velocidade.

Os donos da casa seguiam mais perigosos. Bento precisou trabalhar num chute de Victor Sá. Neste momento, aos 20 minutos, o Rubro-Negro voltou a se postar perigosamente atrás. Só aos 26 Paulo Turra fez a primeira alteração, tirando Christian e colocando Alex Santana. Thiago Andrade também entrou no lugar de Cuello.

O tempo passava e o Botafogo seguia pressionando. O Athletico desistia de ficar com a posse de bola, e a sensação que ficava era que se tivesse mais controle da partida, poderia empatar.

Mas isso não aconteceu, e o jogo corria nervosamente para os pênaltis. Até por isso, Vitor Bueno e Terans entraram. Quando veio a decisão, Tiquinho Soares parou em Bento, Thiago Heleno marcou, Bento foi espetacular na cobrança de Tchê Tchê, Vitor Bueno acertou o cantinho, Marlon Freitas fez, Terans também, Lucas Fernandes marcou e Alex Santana decidiu a classificação do Furacão.

Ficha técnica

COPA DO BRASIL
Oitavas de final – Jogo de volta

BOTAFOGO (1) 1×0 (4) ATHLETICO

Botafogo
Lucas Perri; Di Plácido, Adryelson, Víctor Cuesta e Marçal (Hugo); Tchê Tchê, Marlon Freitas e Eduardo (Lucas Fernandes); Júnior Santos, Victor Sá (Luís Henrique) e Tiquinho Soares.
Técnico: Luís Castro

Athletico
Bento; Madson, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Fernando; Erick, Hugo Moura e Christian (Alex Santana); Cuello (Thiago Andrade), Canobbio (Vitor Bueno) e Vitor Roque.

Fonte Banda B

Prudentópolis
12º
Tempo nublado
Ponta Grossa
13º
Tempo nublado
Guarapuava
10º
Tempo nublado
Curitiba
13º
Neblina
Londrina
18º
Tempo limpo
União da Vitória
11º
Tempo nublado
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento do Sr Jose Olovati aos 78 anos.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Regina Lusia de Lima Vaz aos 64 anos
  • É com pesar que a funerária Anjo Gabriel e o PAF comunicam o falecimento da Sra Rosa da Costa aos 82 anos de idade
  • É com pesar que a Funerária Anjo Gabriel e o PAF, comunicam o falecimento do Sr. José Acir Zanlorenzi.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Maria Izabel de Lima
  • Paraná fecha primeiro semestre com saldo positivo de 68 mil empresas
  • Atenção, Prudentópolis! O número do SAMU mudou!!
  • 2ª edição da Corrida e Caminhada da Cooperação é realizado pela Sicredi Centro Sul PR/SC/RJ
  • Paraná tem 2º maior crescimento do País em 12 meses; turismo é destaque
  • Defesa Civil mostra como será teste de alerta climático em duas cidades do Paraná; veja vídeo
  • Piana destaca fortalecimento do turismo do Paraná com novo voo Curitiba-Buenos Aires