Paraná é o terceiro estado com a maior taxa de empregados com carteira assinada do País

17 de agosto de 2023 às 15:07

Oito em cada dez pessoas empregadas no setor privado paranaense têm a Carteira de Trabalho assinada. O Estado apresenta a terceira melhor taxa de formalidade do Brasil, com 81,3% de empregados com registro em carteira, atrás apenas de Santa Catarina (88,1%) e do Rio Grande do Sul (82,3%). É o que mostra o recorte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Paraná chegou ao segundo trimestre com uma taxa de desocupação de 4,9%, a menor em quase 10 anos. O resultado é 0,5 ponto percentual mais baixo que o trimestre anterior, quando o índice de desemprego estava em 5,4%, e está bem acima da média nacional, que fechou em 8% entre abril e junho.

O bom desempenho no mercado de trabalho também se reflete na formalidade. A proporção de trabalhadores com carteira no Estado aumentou 0,9 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre do ano, quando era de 80,4%. O índice atual é o melhor em dois anos – no segundo trimestre de 2021, a taxa de formalidade era de 83,1%.

Com exceção dos estados do Sul, em todos os outros a taxa de empregados com carteira assinada no setor privado fica abaixo dos 80%. O menor índice é do Maranhão, com 49,3% no segundo trimestre do ano. Já a média nacional ficou em 73,7% no último período analisado pela Pnad Contínua.

SUBUTILIZAÇÃO – O Estado também registrou, no segundo trimestre de 2023, a menor taxa de subutilização da força do trabalho em nove anos. O índice de 10,8% diz respeito à população com 14 anos ou mais que estava desempregada, em busca de emprego e disponível para iniciar um trabalho ou trabalhando menos do que 40 horas semanais.

O percentual mais baixo da série histórica da Pnad Contínua foi registrado no quarto trimestre de 2014, quando a taxa de subutilização foi de 8,7%. A última vez que ficou abaixo do índice atual foi no trimestre seguinte, com índice de 10,6%.

A subutilização da força do trabalho teve um pico durante a pandemia de Covid-19, chegando a 20,9% no terceiro trimestre de 2020. A taxa, porém, vem caindo continuamente desde então. Ela representou uma queda de 1,2 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre de 2023 (12%) e de 2,9 pontos percentuais na comparação com o mesmo período do ano passado.

No Brasil, a subutilização chegou a uma média de 17,8% no último trimestre analisado. Entre os estados brasileiros, apenas Rondônia e Santa Catarina (6,3%), Mato Grosso (7,6%) e Mato Grosso do Sul (9,6%) têm índices melhores que o Paraná nesse recorte.

Prudentópolis
12º
Tempo nublado
Ponta Grossa
13º
Tempo nublado
Guarapuava
10º
Tempo nublado
Curitiba
13º
Neblina
Londrina
19º
Tempo limpo
União da Vitória
12º
Tempo nublado
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento do Sr Jose Olovati aos 78 anos.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Regina Lusia de Lima Vaz aos 64 anos
  • É com pesar que a funerária Anjo Gabriel e o PAF comunicam o falecimento da Sra Rosa da Costa aos 82 anos de idade
  • É com pesar que a Funerária Anjo Gabriel e o PAF, comunicam o falecimento do Sr. José Acir Zanlorenzi.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Maria Izabel de Lima
  • Paraná fecha primeiro semestre com saldo positivo de 68 mil empresas
  • Atenção, Prudentópolis! O número do SAMU mudou!!
  • 2ª edição da Corrida e Caminhada da Cooperação é realizado pela Sicredi Centro Sul PR/SC/RJ
  • Paraná tem 2º maior crescimento do País em 12 meses; turismo é destaque
  • Defesa Civil mostra como será teste de alerta climático em duas cidades do Paraná; veja vídeo
  • Piana destaca fortalecimento do turismo do Paraná com novo voo Curitiba-Buenos Aires