Copel mobiliza mais de 800 profissionais para atender desligamentos por temporais

13 de outubro de 2023 às 14:43

O forte temporal com rajadas de ventos que atingiu o Paraná desde a noite de quarta-feira (11) danificou a rede de energia elétrica de diversas regiões. No momento, 68,3 mil consumidores estão sem energia elétrica em função de mais de 2 mil serviços em aberto por causa dos estragos. A Copel está com mais de 800 profissionais em campo nesta quinta em todo o Estado para restabelecer o fornecimento de energia.

OESTE – O temporal começou na noite de quarta na região Oeste do Paraná. O trabalho ao longo da madrugada e desta manhã já reduziu este número para 15 mil clientes. Cerca de 50 mil consumidores chegaram a ficar sem luz. Agora as equipes da companhia trabalham em casos em que houve maior estrago.

LESTE E CENTRO-SUL – A ventania chegou às regiões Leste e Centro-Sul nesta madrugada de quinta-feira. No momento, a região Leste do Estado está com 33 mil unidades consumidoras desligadas em função de 364 serviços abertos por causa dos estragos. O município de Almirante Tamandaré concentra o maior número destes consumidores, com cerca de 17 mil clientes com fornecimento interrompido no momento.

Já a região Centro-Sul tem neste momento 17,7 mil clientes desligados e 614 serviços em aberto. A região chegou a ter mais de 40 mil clientes sem energia no começo da manhã. Ponta Grossa é a cidade com maior número de desligamentos no momento, com 12,5 mil clientes sem energia no momento.

NOROESTE – Em Maringá, cidade atingida por um forte temporal no último final de semana, equipes da Copel atendem nesta quinta-feira pequenos circuitos e chamados individuais, que somam 1,5 mil domicílios sem luz. Isto inclui os casos em que o padrão da entrada de serviço, também conhecido como “postinho de luz”, foi danificado pelo temporal do fim de semana. Nestas situações, é necessário providenciar o reparo da estrutura e então acionar a Copel para fazer a religação. Em Sarandi, há 120 residências em atendimento, igualmente em pontos com pequeno número de clientes ou chamados individuais.

SEGURANÇA – A Copel lembra que, em ocorrências climáticas como esta, é importante o cuidado com a segurança. A população deve manter distância de locais onde haja fios rompidos ou postes quebrados, e acionar a concessionária através do número 0800 51 00 116.

FALTA DE LUZ – A comunicação sobre falta de luz pode ser feita pelo telefone, mas também por meio do aplicativo para celulares, pelo site www.copel.com e pelo número de WhatsApp 41 3013-8973. Sem internet, o aviso ainda pode ser enviado à Copel por meio de mensagem de texto (SMS) para o número 28593, escrevendo as letras “SL”, de “sem luz”, mais o número da unidade consumidora, que se encontra destacada no cabeçalho da conta de luz.

Prudentópolis
13º
Parcialmente nublado
Ponta Grossa
14º
Parcialmente nublado
Guarapuava
12º
Tempo limpo
Curitiba
15º
Parcialmente nublado
Londrina
23º
Parcialmente nublado
União da Vitória
13º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Olga Prenechuki Rodovanaki
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Amélia Andre Suchodolak.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento do Sr Jose Olovati aos 78 anos.
  • Pavimentação de estradas rurais: convênios firmados no 1º semestre somam R$ 125 milhões
  • Governo Federal adia teste de alerta de desastres climáticos em Morretes e União da Vitória
  • Educação divulga resultado preliminar de classificados para o Ganhando o Mundo Diretor
  • Nova espécie de abelha é descoberta por professora da Unicentro
  • Concessionária apresenta agenda de obras rodoviárias para comunidade portuária
  • Cristina Silvestri pede ação do Estado para garantir direitos dos proprietários de terra em Guaíra