Governador libera mais R$ 403 milhões para a saúde e entrega novos carros e ambulâncias

24 de outubro de 2023 às 14:17

O governador Carlos Massa Ratinho Juniro anunciou nesta terça-feira (23) um aporte adicional de R$ 403,3 milhões para a área da Saúde do Paraná. Os recursos serão utilizados em aumento dos repasses para custeio das internações de urgência e emergência no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e para a ampliação das cirurgias eletivas a serem realizadas na segunda etapa do programa Opera Paraná. Durante o mesmo evento, também foram entregues 183 novos veículos para a renovação da frota estadual da Saúde, que somam mais R$ 33 milhões. As medidas reforçam o atendimento regionalizado aos cidadãos, que é uma das metas do governo estadual neste área.

A maior parte dos recursos é destinada ao aumento de 20% nos repasses para custeio das internações e atendimentos de urgência e emergência pelo SUS para hospitais privados e filantrópicos. O objetivo é ampliar o acesso, a qualificação e a estruturação de aproximadamente 240 unidades hospitalares, que respondem pelo atendimento de mais 70% da demanda de urgência no Paraná.

Segundo Ratinho Junior, o reajuste permitirá que o Paraná tenha uma Tabela SUS própria, algo inédito no Estado. “É um dinheiro adicional que o Governo do Estado aporta para melhorar a tabela SUS, que está defasada há muitos anos, o que deve facilitar o custeio do trabalho dos médicos, enfermeiros e dos próprios hospitais”, afirmou o governador.

O Hospital do Rocio, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, por exemplo, receberá cerca de R$ 2 milhões a mais por mês. O Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, terá um acréscimo mensal de R$ 400 mil, enquanto a Santa Casa de Jacarezinho receberá mais R$ 80 mil.

O incremento foi pactuado entre a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) em junho e formalizado por meio da Resolução nº 902/2023 da Sesa. Os recursos foram adicionados ao pagamento pelas Autorizações de Internação Hospitalar, preenchidas pelas unidades quando o paciente é internado pelo SUS, pelo prazo de 18 meses em complemento aos pagamentos do governo federal. A Sesa estima que, neste período, os repasses totalizem R$ 253,3 milhões.

OPERA PARANÁ – Com um aporte de R$ 150 milhões, o Governo do Estado também estabeleceu as novas normativas para a segunda etapa do maior programa de cirurgias eletivas do Paraná, o Opera Paraná. Os recursos serão usados para cirurgias das vias aéreas e superiores, da face, da cabeça e do pescoço; do aparelho da visão; do aparelho digestivo; do sistema osteomuscular e do aparelho geniturinário.

Para o governador Ratinho Junior, o programa tem contribuído com a estratégia de regionalização da saúde no Paraná. “Muitas vezes, as pessoas que precisam de procedimentos cirúrgicos têm que se deslocar centenas de quilômetros. Com este volume a mais nas cirurgias eletivas, nós vamos diminuir a fila da espera, colaborando com a saúde dos paranaenses, que terão mais agilidade e comodidade em seus atendimentos”, apontou Ratinho Junior.

A 1ª etapa do programa, que também contou com um orçamento de R$ 150 milhões, resultou no aumento de 41% nas cirurgias eletivas no Paraná entre 2021 e 2022. O programa tem por objetivo diminuir as filas de espera e parte da demanda reprimida durante a pandemia. Além disso, o Opera Paraná reforça a expansão dos serviços em hospitais públicos municipais, hospitais sem fins lucrativos e hospitais privados.

A estimativa é de que pelo menos 200 mil procedimentos eletivos e 300 mil consultas médicas especializadas caracterizadas como prioritárias precisem ser realizadas no Paraná. A fila destes procedimentos está sendo compilada em um programa de gestão que integra os sistemas do Estado, municípios e consórcios.

PACOTE – Os novos investimentos anunciados pelo governador se somam a um pacote de 800 obras de construção, reformas e ampliação da infraestrutura da saúde do Estado para descentralizar os atendimentos médicos, aproximando-os da população. “São obras que vão desde um novo posto de saúde à construção de novos hospitais regionais e Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMES) para deixar a saúde mais perto das pessoas em todas as regiões do Paraná”, afirmou Ratinho Junior.

RENOVAÇÃO DA FROTA – O governador entregou mais 183 novos veículos para a estrutura da saúde estadual. A compra, no valor de R$ 33 milhões, integra o maior pacote de renovação da frota da história do Paraná. Neste conjunto, estão 30 ambulâncias para o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) para reforçar o atendimento de urgência e emergência em diversas regiões do Estado. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, o aumento da frota do Siate é fundamental para dar condições adequadas de trabalho aos bombeiros paranaenses que muitas vezes prestam o primeiro atendimento à população.

“O Corpo de Bombeiros faz trabalho exemplar no resgate pré-hospitalar no Paraná inteiro. Em apenas um ano, o Estado adquiriu, com estas 30 unidades entregues agora, 95 novas ambulâncias, algo que demorava até oito anos para acontecer antigamente”, declarou Beto Preto.

O restante dos veículos é formado por 133 utilitários e 20 furgões. Eles serão usados para o transporte de equipamentos, medicamentos, insumos e vacinas, garantindo mais conforto e segurança para os profissionais da área. “São carros administrativos e operacionais da Secretaria da Saúde, para uso 24 horas por dia em todas as regionais de saúde, hemonúcleos, hemocentros e da Central de Transplante do Estado”, explicou o secretário.

IMPACTO AOS MUNICÍPIOS – Presente no evento, a prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt, disse que os investimentos anunciados vão ajudar toda a região dos Campos Gerais. “Serão sete novas ambulâncias do Siate para a nossa região, além dos investimentos para os hospitais, o que vai fazer uma grande diferença para Ponta Grossa e também para os moradores dos outros municípios dos Campos Gerais que vêm até a cidade receber atendimento”, enfatizou.

Para o prefeito de Fazenda Rio Grande, Marco Antônio Silva, o executivo estadual tem sido sensível à necessidade dos municípios na área da saúde, enviando recursos para a melhoria dos atendimentos. “Como prefeito, vejo que a população necessita de um atendimento médico mais humanizado e com agilidade. Estes recursos enviados agora e em outras levas anteriores pelo Estado vão proporcionar hospitais mais estruturados e consequentemente aumentar o nível do serviço de saúde prestado aos cidadãos”.

Prudentópolis
21º
Parcialmente nublado
Ponta Grossa
19º
Tempo limpo
Guarapuava
19º
Tempo limpo
Curitiba
19º
Parcialmente nublado
Londrina
24º
Parcialmente nublado
União da Vitória
20º
Tempo nublado
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Olga Prenechuki Rodovanaki
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Amélia Andre Suchodolak.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento do Sr Jose Olovati aos 78 anos.
  • Cristina Silvestri pede ação do Estado para garantir direitos dos proprietários de terra em Guaíra
  • Comemoração aos 118 anos de Prudentópolis terá Show Especial com Padre Ezequiel Dal Pozzo
  • Mais R$ 5,5 milhões da indenização da Petrobras irão para novos projetos ambientais
  • Inscrições: Empreendedoras da Beleza oferta cursos gratuitos de maquiagem na RMC
  • Com novo comitê, Paraná atinge 100% de cobertura das regiões hídricas do Estado
  • Estado reforça apoio aos municípios para mulheres, igualdade racial e idosos