Como se comportar nos parques: 10 dicas para preservar as Unidades de Conservação

17 de novembro de 2023 às 16:29

O Paraná é referência nacional em turismo de natureza. O Estado possui atualmente 72 Unidades de Conservação (UCs) sob a coordenação do Instituto Água e Terra (IAT), totalizando 26.250,42 km² de áreas verdes protegidas por legislação. Entre esses espaços, 28 estão abertos para a visitação do público, promovendo a conexão da população com o meio ambiente.

Para garantir que esses locais sejam preservados, é importante que os visitantes tomem os cuidados necessários para não prejudicar o equilíbrio dos ecossistemas naturais. Com esse propósito, o IAT preparou uma pequena cartilha com dicas de boas práticas para contribuir com esse processo de educação ambiental. São atitudes simples, mas que fazem toda a diferença na proteção da natureza.

Não jogue lixo – O descarte de lixo em lugares indevidos causa prejuízos imensos no equilíbrio do meio ambiente local, especialmente se forem resíduos orgânicos ou produtos de higiene pessoal. Por isso, quando for passear, lembre-se de levar sacos plásticos para transportar os resíduos para pontos de descarte adequados.

Colabore com o pedrágio – Os pedrágios são pontos específicos das trilhas onde os visitantes podem ajudar a proteger as UCs depositando pedras. Os minérios são usados pela direção dos espaços na manutenção das trilhas, colaborando para conter os processos erosivos que podem danificar a paisagem do parque.

Participe de programas de voluntariado – Contribuir com programas de voluntariado é uma maneira excelente de ajudar a proteger a natureza. Entre as iniciativas do Instituto Água e Terra, o programa de Voluntariado em Unidades de Conservação do Paraná (VOU) viabiliza a participação em várias ações de apoio às UCs, incluindo atendimento aos frequentadores, atuação em projetos de educação ambiental, manutenção de instalações e apoio em operações para localização de visitantes perdidos.

Não faça fogueiras – Ao acender uma fogueira em uma UC, o fogo pode facilmente se propagar pela vegetação local e resultar em um foco de incêndio. É importante também que os visitantes fiquem alertas para a presença de qualquer ponto de queimada e alertem a equipe do parque.

Acampe apenas em locais indicados – Nas UCs em que é permitido acampamento é vital que as barracas sejam instaladas apenas nos lugares indicados pela gestão do parque. A medida é essencial para proteger os visitantes e também para garantir que eles não fiquem em locais onde podem causar danos no meio ambiente.

Ajude na conscientização dos visitantes – É importante lembrar que muitos dos visitantes das UCs podem estar conhecendo os espaços pela primeira vez. Assim, os frequentadores regulares devem lembrar de repassar as orientações, sempre que possível, para aventureiros de primeira viagem para que todos saibam como interagir com o espaço de forma apropriada e saudável.

Utilize Shit Tube – Em UCs localizadas em regiões montanhosas, com trilhas mais extensas, o ecossistema não consegue absorver completamente os dejetos que são frequentemente deixados por visitantes. Por isso, os aventureiros devem sempre levar um Shit Tube, um recipiente com cal usado para armazenar fezes até o retorno à base do parque, onde os resíduos podem ser descartados corretamente.

Não faça barulho – Qualquer tipo de barulho alto pode incomodar a fauna nativa que mora no parque. Para garantir uma convivência harmônica com a natureza durante o passeio, não coloque sons altos, evite gritar e use fones de ouvido caso esteja escutando música.

Caminhe apenas por áreas demarcadas – Todas as trilhas das UCs paranaenses foram elaboradas para garantir um caminho seguro e agradável para os frequentadores. Dessa forma, é importante que os visitantes nunca saiam dos pontos demarcados e não cortem a vegetação adjacente aos caminhos para não causar impactos negativos na vegetação nativa.

Fique atento às orientações de cada local – Junto a essas orientações gerais, é válido ressaltar que cada UC possui uma série de regulamentações próprias que devem ser consultadas antes de visitar o espaço. É importante observar, por exemplo, se o parque admite a presença de animais de estimação ou se tem espaços adequados para passeios de bicicleta. Assim, você poderá planejar o passeio sem complicações.

Prudentópolis
23º
Tempo limpo
Ponta Grossa
21º
Tempo limpo
Guarapuava
22º
Tempo limpo
Curitiba
22º
Tempo limpo
Londrina
28º
Tempo limpo
União da Vitória
23º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento da Sra Geni de Lurdes Lemos Martins aos 57 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento de Júlio César Mosquer.
  • É com pesar que e a Funerária Sao Josafat comunica o falecimento do Sr Augusto Kozak aos 89 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Lademiro Barabasz aos 83 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • Relação de vagas da agência do trabalhador de Prudentópolis
  • Grande Reserva da Mata Atlântica recebe agenda turística com experiência cultural
  • Há 67 anos Porto de Paranaguá conta com área exclusiva para cargas do Paraguai
  • Agências do Trabalhador do Paraná iniciam a semana com 21,9 mil vagas
  • Comitiva do Sicredi participa do maior evento de cooperativismo de crédito do mundo, em Boston (EUA)
  • IAT renova convênio com Unifil para atendimento à fauna na região de Londrina