Secretários de Comunicação de todo o País discutem conteúdos multiplataformas no Paraná

21 de novembro de 2023 às 15:50

O segundo dia do 3º Fórum Nacional de Secretários de Comunicação, encerrado nesta terça-feira (21), em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, contou com mais duas palestras envolvendo temas relacionadas à Comunicação Pública. As apresentações antecederam a leitura de uma carta conjunta assinada por secretários e representantes da área de comunicação de 22 governos estaduais.

A primeira palestra do dia foi ministrada pelo pelo gerente de Integração e Planejamento de Jornalismo do SBT, Rodrigo Hornhardt. Ele falou sobre a realidade do telejornalismo multiplataforma, utilizando-se do case do SBT News, que após um período de transição passou a ter uma forte presença também nos meios digitais. O profissional também abordou tópicos ligados à relação dos governos estaduais com estes novos canais, sejam eles vinculados aos veículos tradicionais ou criados especificamente no meio digital.

“Um dos grandes desafios é encontrar a pessoa que precisa da nossa informação onde ela estiver procurando. Então é preciso um esforço gigantesco por parte do poder público para estar presente nas várias plataformas e buscar a voz mais adequada, fazendo com que essas informações cheguem efetivamente a quem precisa dela”, disse Hornhardt.

“Acho que é preciso pensar em segmentação de público, mas também em testar novos formatos, linguagens diferentes. Acredito que esse é um desafio diário do comunicador: tentar ser atraente, mas, ao mesmo tempo, manter a credibilidade e a coerência do conteúdo”, complementou.

PLANEJAMENTO – O segundo palestrante do dia foi Arlei Bueno, senior manager da Similarweb, uma empresa especializada em planejamento e compra de espaços na mídia para publicidade. Ele apresentou uma série de dados analíticos sobre o atual mercado publicitário, que demonstra uma pulverização cada vez maior dos consumidores de notícias em diferentes nichos. Isso inclui uma grande variedade de pessoas que se informam através de blogs, redes sociais e aplicativos de celular.

“O que estamos vendo é uma mudança de comportamento do consumidor e da população como um todo, que também impactou os veículos de comunicação públicos e privados, assim como todas as empresas, muito em função da pandemia”, afirmou Bueno. “As secretarias estaduais de Comunicação, que zelam pela comunicação dos governos, podem ser beneficiadas justamente por esse entendimento do que está acontecendo no ambiente digital e, a partir da análise desse cenário, estabelecer um planejamento de mídia”.

“Esse plano precisa ser feito com base no perfil e na demanda da população. Com isso, os governos estaduais poderão direcionar os recursos de maneira mais eficiente, fazendo com que as campanhas atinjam o objetivo esperado em termos de volume, qualidade e na compreensão dos cidadãos impactados”, concluiu Bueno.

BOA GESTÃO – Para o secretário da Comunicação do Governo do Paraná, Cleber Mata, a boa gestão dos recursos humanos e financeiros no jornalismo e na publicidade fazem parte da responsabilidade de se trabalhar com a comunicação no poder público.

“As secretarias estaduais de Comunicação consomem juntas mais de R$ 1 bilhão por ano em recursos públicos que precisam ter uma aplicação responsável e transparente. Temos muitos instrumentos nesses intercâmbios culturais que podem melhorar a performance das secretarias, aprendendo com profissionais renomados do mercado e também com o que outros estados estão fazendo de melhor”, afirmou.

CONVITE – Entre as duas palestras, os secretários também conversaram, por videoconferência, com o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa. A ele, os secretários e subsecretários dos 22 estados formalizaram o convite para que o governo federal envie representantes da Secretaria Nacional de Comunicação Social para a próxima edição do Fórum Nacional de Secretários de Comunicação. O encontro está agendado para acontecer nos dias 7 e 8 de março de 2024, no Pará.

Durante a conversa, o ministro reforçou a posição dos secretários estaduais sobre a necessidade de um combate mais efetivo às fake news por parte do poder público.

REPRESENTATIVIDADE  Além do anfitrião Paraná, os estados que enviaram representantes foram o Acre, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo, Sergipe, Tocantins e Roraima.

Prudentópolis
23º
Tempo limpo
Ponta Grossa
20º
Tempo limpo
Guarapuava
22º
Tempo limpo
Curitiba
21º
Tempo limpo
Londrina
25º
Tempo limpo
União da Vitória
23º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento da Sra Geni de Lurdes Lemos Martins aos 57 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento de Júlio César Mosquer.
  • É com pesar que e a Funerária Sao Josafat comunica o falecimento do Sr Augusto Kozak aos 89 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Lademiro Barabasz aos 83 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • Grande Reserva da Mata Atlântica recebe agenda turística com experiência cultural
  • Há 67 anos Porto de Paranaguá conta com área exclusiva para cargas do Paraguai
  • Agências do Trabalhador do Paraná iniciam a semana com 21,9 mil vagas
  • Comitiva do Sicredi participa do maior evento de cooperativismo de crédito do mundo, em Boston (EUA)
  • IAT renova convênio com Unifil para atendimento à fauna na região de Londrina
  • Rádio Educativa é finalista do Prêmio Ocepar de Jornalismo com duas séries especiais