Paraná recebe certificação da eliminação do HIV e selo bronze por controle da sífilis

8 de dezembro de 2023 às 13:59

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) recebeu nesta sexta-feira (08) a Certificação de Eliminação da Transmissão Vertical de HIV e o Selo Bronze de Boas Práticas Rumo à Eliminação da Transmissão Vertical da Sífilis.

O reconhecimento pelo Ministério da Saúde (MS) aconteceu após o Estado ter cumprido todas as metas estipuladas para a certificação. O evento ocorreu no auditório Tribunal de Contas da União, em Brasília.

A Transmissão Vertical (TV) ocorre quando a doença passa da mãe para o filho no útero ou durante o parto. Quando seguidos as orientações e tratamentos recomendados durante o pré-natal, parto e pós-parto, mães que vivem com o HIV têm 99% de chance de não passar o vírus ao filho.

“Este reconhecimento é muito importante para a melhoria da promoção da saúde e o controle do HIV e sífilis de toda população paranaense, principalmente das mulheres e crianças”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

“O Paraná é um dos primeiros estados a passar por essa certificação e vamos continuar trabalhando junto aos municípios para diminuir cada vez mais a possibilidade desta transmissão”.

De acordo com a secretária-adjunta da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA) do Ministério, Angelica Espinosa Barbosa Miranda, o Paraná segue sendo protagonista na eliminação vertical do HIV e sífilis.

“Já era esperado que o Paraná fosse um dos estados a receber a certificação de eliminação da transmissão vertical do HIV e o selo de boas práticas para sífilis.

O bom trabalho realizado junto aos municípios paranaenses com mais de 100 mil habitantes resultou em vários deles já com a certificação, isso nos traz a certeza do sucesso das ações realizadas pelo Estado”, afirmou.

“É uma satisfação receber o Paraná aqui para essa certificação, pois é um Estado protagonista das ações da transmissão vertical.

Esperamos continuar com essa parceria de sucesso por muitos anos”, disse Maria Clara Gianna, médica sanitarista do Departamento de HIV/Aids, Tuberculose, Hepatites Virais e Infecções Sexualmente Transmissíveis, do Ministério da Saúde.

AÇÕES – Desde 2019, o Paraná desenvolve diversas estratégias voltadas à redução do risco de exposição, como monitoramento, busca ativa dos casos, qualificação do banco de dados, compartilhamento de informações, capacitações, distribuição de insumos para prevenção e disponibilização de testes rápidos para detecção precoce disponibilizados nos 399 municípios do Estado.

“Com trabalho articulado e apoio de todos os profissionais envolvidos na promoção, atenção e vigilância em saúde, é possível qualificar e melhorar cada vez mais a saúde prestada às nossas crianças, mulheres e toda população.

Seguimos avançando nesta qualificação da assistência prestada em todo Paraná”, ressaltou a chefe da Divisão de Doenças Crônicas ISTs, Mara Franzolozo, da Secretaria da Saúde.

DESTAQUE – Em 2017, o Paraná foi destaque nacional por ser o primeiro Estado a receber a certificação da eliminação da Transmissão Vertical do HIV, no município de Curitiba.

Em 2022, por meio do município de Guarapuava, figurou como o primeiro Estado a receber dupla certificação da eliminação Vertical do HIV e sífilis.

Os municípios de Umuarama, Pinhais, Maringá e Ponta Grossa também possuem a certificação da eliminação Vertical do HIV. Pinhais, Curitiba, e Umuarama já possuem o selo prata de boas práticas para a eliminação da sífilis.

Na ocasião, os municípios paranaenses de Arapongas, Apucarana, Almirante Tamandaré, Colombo, Foz do Iguaçu, Cascavel e Toledo também receberam a certificação e/ou o selo de boas práticas para a eliminação.

CERTIFICAÇÃO – A Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical é uma das estratégias do Ministério da Saúde de fortalecimento da vigilância em saúde e aprimoramento das ações de prevenção, diagnóstico, assistência e de tratamento das gestantes e das crianças.

Entre os critérios para obter a certificação estão os indicadores de impacto como incidência de sífilis congênita, incidência de infecção pelo HIV em crianças, taxa de transmissão vertical de HIV e indicadores de processo como proporção de gestantes com pelo menos quatro consultas de pré-natal, proporção de gestantes com pelo menos um teste de HIV e/ou sífilis durante o pré-natal, proporção de gestantes em uso de terapia anti-retroviral  (TARV) e proporção de gestantes com tratamento adequado para sífilis.

“Esta é uma luta que inclui todas as ações da Linha de Cuidado Materno Infantil. O Paraná atende a todos esses critérios e é ainda o Estado que realiza o maior número de consultas de pré-natal por gestante, sendo que 86,10% das grávidas paranaenses fizeram sete ou mais consultas pelo SUS somente neste ano. O trabalho não para, e vamos cada vez mais buscar a qualificação e a excelência da assistência prestada em todo Estado”, explicou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.

Prudentópolis
18º
Tempo nublado
Ponta Grossa
17º
Tempo nublado
Guarapuava
16º
Tempo nublado
Curitiba
18º
Tempo nublado
Londrina
26º
Tempo limpo
União da Vitória
17º
Tempo nublado
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Madalena Maria de Jesus
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel e o PAF comunicam o falecimento do senhor Miro Stefanovicz aos 86 anos.
  • É com pesar que a funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento da sra Amelia Horodenski aos 84 anos.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do senhor Elias Saplak aos 91 anos.
  • Convite para missa de 7° dia de falecimento
  • É com pesar que a Funerária Anjo Gabriel e o PAF, comunicam o falecimento da Sra. Ana Ditkun.
  • Agência do trabalhador de Prudentópolis divulga vagas disponíveis.
  • Fecomércio PR dedica atenção especial às mulheres empreendedoras
  • Instituto da UEL completa um ano com 84 cientistas em busca de vacina contra toxoplasmose
  • Paraná mostra seus atrativos a 1,7 mil agentes da maior operadora de turismo do Brasil
  • Março inicia com a oferta de 18,6 mil vagas nas Agências do Trabalhador do Paraná
  • Rodada de negócios, crédito certo para seu negócio será realizada em Prudentópolis.