Programa do Estado estimula estudantes das redes municipais a valorizarem turismo regional

17 de janeiro de 2024 às 10:47

Capacitar professores da rede pública de ensino para incentivar a prática da atividade turística e desenvolver a cultura de lazer entre crianças e jovens. Esse é o objetivo do programa Turismo na Escola, ação desenvolvida pelo Governo do Estado em parceria com as Instâncias de Governança Regionais de Turismo (IGRs) e as prefeituras.

No ano passado, o programa impactou 1.370 alunos de oito escolas municipais da região turística Vales do Iguaçu (no Sudoeste do Estado), com o desenvolvimento de 30 projetos na temática do turismo. Em 2024, a proposta é expandir a ação para outras Regiões Turísticas do Paraná.

“É uma ação que já vem mostrando resultados positivos. A ideia é que os jovens estudantes valorizem o turismo como fonte de riqueza, de preservação da história, da cultura e do meio ambiente”, destaca o secretário estadual do Turismo, Márcio Nunes.

Para a coordenadora pedagógica na Secretaria Municipal de Educação de Ampére, Rosane Vasileski dos Santos, a criança ganha muito na sua aprendizagem quando desenvolve projetos que vão além dos muros da escola. De acordo com ela, todas as práticas envolveram não apenas alunos e professores, mas toda a comunidade escolar.

“Sempre abordamos turmas de 4º e 5º ano por serem maiores. Um dos pontos mais impactantes foi a produção do porco pizza, eleito prato típico do município de Ampére. Outra experiência bacana foi a visita à Cratera Vista Alegre, em Coronel Vivida, onde os alunos contaram para toda a comunidade escolar, depois do passeio, a história de formação dela e a importância desse ponto turístico”, afirma.

Ao invés da massa tradicional, a base do “porco pizza” é a carne de porco desossado. Este foi eleito o prato típico da cidade de Ampére em 2011. A atividade foi desenvolvida pela Escola Municipal Professor Leopoldo de Witt. Segundo a diretora da instituição, Luciane Morandi Santolin, apresentar aos alunos o prato típico da cidade despertou nas crianças um senso de pertencimento, uma vez que, por meio de uma receita local, eles passaram a entender um pouco mais sobre a função do turismo regional, atraindo pessoas de fora que chegam à cidade em busca da iguaria.

“Para realizar o almoço com as crianças, houve uma grande interação entre a escola e as famílias que, por vezes, também não conheciam a história do porco pizza. Agora, os nossos alunos já sabem qual é o prato típico de Ampére e alunos de outros anos já ficaram ansiosos para experimentar o prato que representa a cidade”, complementa.

ECOTURISMO – Com cerca de nove quilômetros de diâmetro a cratera Vista Alegre está localizada no município de Coronel Vivida – é resultado da colisão de um meteorito com o solo há pelo menos 130 milhões de anos. Para ter acesso com segurança é recomendado contratar o serviço de um guia turístico.

A visita ao local foi dos estudantes da Escola Municipal José Arnoldo Dresch, também de Ampére. O local foi escolhido pela equipe de professores e coordenadores, com base nos conteúdos trabalhados em aula sobre formações geológicas semelhantes.

Rejane Alves dos Santos Hardt, coordenadora pedagógica da escola, conta que os alunos realizaram trabalhos manuais, como desenhos e maquetes, em dois momentos: um antes e outro após a visita ao local. O intuito era fazer uma comparação com as crianças sobre o que elas esperavam encontrar e o que de fato viram.

“A maioria dos alunos e dos pais não sabiam da existência da Cratera de Vista Alegre e ficaram impressionados com o passeio. Alguns alunos saíram de lá querendo levar os pais para conhecer, disseminando o conhecimento na família. Este projeto contribui muito para todos os envolvidos, pois é uma motivação para conhecer algo novo”, afirma.

TURISMO NA ESCOLA – No curso de capacitação ofertado pela Secretaria de Estado do Turismo, os professores e pedagogos tomam ciência da relevância do turismo para a economia local. Eles também conhecem a segmentação do setor e como ele pode ser trabalhado com os estudantes. É possível realizar projetos ligados ao ecoturismo, turismo cultural, religioso, étnico, náutico, de aventura, turismo de sol e praia, rural, de negócios e eventos, de esportes, e turismo técnico e cientifico.

Cada município vai desenvolver ações de acordo com o potencial da sua região. As IGRs descreverão o que será abordado com os estudantes através de seus planos de trabalho apresentados à SETU. Atualmente, a pasta estadual está na fase de diálogo com as 19 IGRs do Estado para analisar as propostas e selecionar a linha de atuação para este ano. Acesse AQUI a Cartilha do Turismo na Escola e veja as segmentações do setor.

Prudentópolis
16º
Tempo nublado
Ponta Grossa
16º
Tempo nublado
Guarapuava
15º
Tempo nublado
Curitiba
19º
Tempo nublado
Londrina
21º
Tempo nublado
União da Vitória
16º
Tempo nublado
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da pequena Mariah Parkuts Datczuk.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento da senhora Zenobia Kraiczk aos 71 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sr. Theodosio Vencelovicz.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Maria Eufrida Lopes Iensen.
  • É com pesar que a Funerária São Josafat e o Plano Sindi-Saúde, comunicam o falecimento da Sra. Maria da Aparecida Rodrigues.
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento da Sr. Irineu Ripula.
  • Programa Nota Paraná reforça canais de fiscalização sobre documentos fiscais cancelados
  • Copel produz primeiras moléculas de hidrogênio renovável em Curitiba
  • Paraná teve o maior crescimento da atividade econômica do Brasil em 2023
  • Em visita à Embaixada do Brasil no Chile, Paraná busca aumentar fluxo de turistas sul-americanos
  • Vencimento da 2ª parcela do IPVA para placas com final 9 e 0 é nesta sexta-feira
  • Dia de Campo apresenta novas oportunidades para produtores de Irati