Dia de Campo apresenta novas oportunidades para produtores de Irati

22 de fevereiro de 2024 às 13:49

A Prefeitura de Irati, através da Secretaria de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, promoveu na sexta-feira (16), mais uma edição do Dia de Campo, projeto que visa capacitar os produtores rurais de Irati. O foco foi a produção da Sericicultura, atividade consiste na criação do bicho-da-seda para a produção de fio.

Nesta edição, os produtores e técnicos visitaram a propriedade de Ciro Wagner, no Município de Santa Maria do Oeste. Ele é um dos precursores da atividade no Paraná. Além dos aproximadamente 38 produtores rurais do município e da região, também estiveram presentes representantes da empresa Bratac, referência no mercado de seda no Brasil.

Na oportunidade, foi ministrada uma roda de conversa sobre a produção orgânica e as vantagens de se produzir o bicho-da-seda. Segundo o secretário de Agropecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, Raimundo Gnatkowski, o evento foi muito produtivo e os produtores de Irati saíram motivados. “Foi um dia de muita troca de conhecimento, tivemos a oportunidade de conversar diretamente com técnicos e outros produtores e ver na prática como a Sericicultura funciona”, aponta.

O secretário ainda destacou o potencial da região para a produção dessa cultura em Irati. “Nós vimos com bons olhos, o clima necessário é semelhante ao encontrado no município, então as amoreiras onde o casulo é depositado vão se adaptar bem, inclusive os técnicos da Bratac já estão no município fazendo a análise de solo para o início do plantio para os produtores interessados”, aponta.
Segundo o secretário a empresa estará presente com os produtores desde o início do processo, fazendo a entrega e plantio das mudas de amora, também na entrega dos casulos até a colheita. O processo de produção até a colheita é de 28 dias desde a entrega dos casulos. “A vantagem para o produtor é que além da assistência no plantio e produção o pagamento é feito de imediato após a colheita” complementa.

Quem já produz indica, Ciro Wagner no ramo a mais de 26 anos conta que o custo de investimento inicial é baixo e a rentabilidade é assegurada, pois a perda é muito pequena. “Estamos a mais de 26 anos na atividade, iniciamos de forma manual, hoje estamos mecanizados em todo o período tivemos muito pouca perda, pois o clima da região é propicio e a assistência dos técnicos é constante”, destaca o produtor.

O cultivo do bicho-da-seda representa uma diversificação e uma nova opção de renda para agricultura em Irati, além de ser um mercado em expansão no mundo. Atualmente a seda produzida no Brasil é consumida no mundo inteiro nos mais diversos mercados, sendo o estado do Paraná o maior produtor. Irati pode ser o precursor na região e abrir caminho para uma nova cultura.

Prudentópolis
21º
Tempo nublado
Ponta Grossa
20º
Parcialmente nublado
Guarapuava
20º
Tempo nublado
Curitiba
19º
Tempo nublado
Londrina
27º
Parcialmente nublado
União da Vitória
18º
Parcialmente nublado
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Salvador Szawczuk aos 77 anos de idade
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Severo Czekalski aos 46 anos de idade vitima de acidente
  • É com pesar que a Funerária São Josafat e o Plano Sindi Saude, comunicam o falecimento do Sr. Teodozio Kusma, aos 63 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São Josafat e o Plano Sindi Saude, comunicam o falecimento do Sr. Sebastião Gonçalves da Silva, aos 83 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São Josafat e o Plano Sindi Saude, comunicam o falecimento do Sr. Pedro Machado Alves, aos 75 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do senhor Miguel Papis aos 63 anos.
  • Unioeste divulga aprovados em seleção de Residência Técnica em Economia Rural
  • Paraná mantém liderança nacional em ranking de inovação e sustentabilidade
  • Comitiva do Paraná começa agenda na Índia com visita a gigante global de tecnologia
  • Período mais seco: IAT faz alerta sobre incêndios nas Unidades de Conservação do Paraná
  • Comércio paranaense cresceu 6,9% nos primeiros meses de 2024, melhor resultado do Sul
  • Paraná vai produzir 1,25 bilhão de litros de etanol na atual safra, aponta boletim