Com apoio do IDR-Paraná, queijaria de São José dos Pinhais obtém registro federal

29 de fevereiro de 2024 às 15:19

A Queijaria Sapori Italiani, de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), obteve neste mês o registro no Sistema de Inspeção Federal (SIF) e agora pode vender seus produtos em todo o território nacional. Carla e Antonio Gualano, donos da empresa, foram assistidos pelo IDR-Paraná na condução de todo o processo. Uma das missões da entidade é ajudar pequenas agroindústrias a melhorarem seus processos para angariar mais clientes, reconhecimento e gerar novos empregos.

A empresa fabrica nove tipos diferentes de queijo, tanto de leite cru como de leite de pasteurização lenta. Dois são o carro-chefe da agroindústria: o queijo ao vinho e o caccio cavalo, ambos já premiados. A queijaria também é uma das atrações do Caminho do Vinho, em São José dos Pinhais, que conta com vinícolas, cafés, restaurantes, pequenas agroindústrias e atrações culturais.

A obtenção do SIF deve mudar o ânimo na Queijaria Sapori Italiani. “Essa conquista passa muita confiança. Mostra que estamos no caminho certo. Muitas vezes, nesses anos todos, com as dificuldades, pensamos em desistir. Mas valeu a pena insistir e investir na queijaria para atender as exigências”, conta Carla Gualano.

“Nós começamos tentando o Sistema de Inspeção Municipal (SIM). Há sete anos vínhamos nessa luta. Mas sempre faltava um documento, um detalhe, e depois conseguimos”, conta Carla. “E por sugestão do IDR-Paraná, buscamos o registro federal que é direcionado a agroindústrias familiares. Nós já tínhamos quase toda a documentação, que é a mesma do SIM. E eles são muito minuciosos, conferem tudo. Foram três semanas para conseguir o registro. Foi uma grata surpresa. Nós não esperávamos que fosse tão rápido. Valeu a pena todo empenho”.

De acordo com Delma Ferreira da Silva, técnica do IDR-Paraná de São José dos Pinhais que ajudou o casal, o SIF saiu com rapidez porque atualmente existe um processo simplificado para pequenas agroindústrias. Mesmo assim o produtor precisa atender diversas exigências, como a apresentação da planta da agroindústria, aplicação de boas práticas sanitárias ou a figura de um responsável técnico para responder pelo empreendimento.

A extensionista afirma que o SIF vai ajudar os proprietários da queijaria a ampliar a produção e até exportar o queijo produzido em São José dos Pinhais. “É importante lembrar que o processo para obter o SIF está ao alcance de qualquer produtor. Basta que o interessado apresente a documentação e atenda às exigências legais“, afirmou Delma.

 

Foto: Reprodução/Queijaria Sapori Italiani

Prudentópolis
24º
Tempo limpo
Ponta Grossa
23º
Tempo limpo
Guarapuava
24º
Tempo limpo
Curitiba
23º
Parcialmente nublado
Londrina
28º
Parcialmente nublado
União da Vitória
24º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Abel Zaias aos 70 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento da Sra Izaide Josefa Gonçalves aos 84 anos de idade
  • É com pesar que Comunicamos  o falecimento da Sra Sophia Horbus, mãe do Padre Dionísio, nosso pároco!
  • É com pesar que e a Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Carmelino Souza aos 70 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Salvador Szawczuk aos 77 anos de idade
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Severo Czekalski aos 46 anos de idade vitima de acidente
  • Solenidade de formatura alusiva a tiradentes no 16⁰ BPM
  • Moradora de Prudentópolis cai em golpe virtual e perde cerca de quinze mil reais
  • Mais de 930 mil alunos da rede estadual fazem a Prova Paraná a partir de segunda-feira
  • Provas do concurso para perito criminal serão realizadas domingo em três cidades
  • 4ª parcela do IPVA de veículos com final de placa 5 e 6 vence nesta sexta-feira
  • Professoras da rede estadual transformam experiências de vida em livros infantis