Estado já liberou R$ 17 milhões para construção de teatros, bibliotecas e centros culturais

9 de abril de 2024 às 15:24

Desde o início de 2019, 22 municípios de todas as regiões receberam R$ 17.139.957,24 da Secretaria das Cidades para a construção, reforma ou restauração de bibliotecas, centros culturais e outros equipamentos do setor. Os recursos foram autorizados via Programa de Transferência Voluntária, quando não há necessidade da devolução ao Tesouro do Estado, ou pelo Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios (SFM), que conta com apoio da Fomento Paraná e Paranacidade.

Para o secretário estadual das Cidades, Eduardo Pimentel, os investimentos são fundamentais para a inclusão de todas as camadas da população ao processo cultural. “Quando uma pessoa conhece os hábitos, a história e os costumes do local onde vive aumenta a sensação de pertencimento. Conhecer e compreender a cultura integra o cidadão ao município ou à região. Por isso, esses recursos são muito importantes. São inclusivos, democratizam o conhecimento e ampliam a autoestima da população”, afirmou.

A construção de uma biblioteca, por exemplo, pode ser fator de decisão sobre morar ou não em um município. O casal Aníbal e Lucília Chin visitou Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, para conhecer o que o município oferece à população e aprovou a implantação da futura Gibiteca, em construção.

“Viemos ver o que a cidade oferece. Ter uma biblioteca, uma gibiteca, é muito importante para a população. Mostra que há preocupação com a cultura”, disse Aníbal. Quem também aprovou a ideia foi o filho do casal, Derick, de seis anos. Em trajes de super-herói, fez um grande sinal de positivo, ao saber do objetivo da obra.

Foram conveniados R$ 175 mil para a conclusão da sede da Gibiteca Municipal na Praça Pública, localizada na esquina da Avenida São Sebastião com a Rua Nilo Fávaro, no Centro. A conclusão da obra garantirá espaços para a sala do acervo, banheiros masculino e feminino, copa, administração e pergolado em madeira com cobertura em vidro. Do valor liberado, R$ 139 mil são do Programa de Transferência Voluntária, e R$ 36 mil corresponde à contrapartida da Prefeitura.

HISTÓRIA – O projeto de restauração do edifício mais antigo do município de Ipiranga, nos Campos Gerais, cidade com pouco mais de 14 mil habitantes (IBGE, 2022), é outro exemplo e se destina a preservar a memória arquitetônica e a história da educação da cidade.

Construído em 1917, o prédio, que é tombado pelo Patrimônio Cultural do Paraná, abrigou, em um primeiro momento, o Grupo Escolar Dr. Claudinho dos Santos, de Ensino Fundamental. Com o tempo, serviu a um colégio de Ensino Médio e, mais recentemente, foi unidade de referência para cursos à distância da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

“Há uma grande relação entre esse local e a população de Ipiranga. Por isso, o cuidado de fazer tudo com a aprovação e os padrões definidos pela Secretaria de Estado da Cultura”, explicou o engenheiro da Prefeitura, Erickson Scharneski, fiscal da obra. Dessa forma, a intervenção garante a recuperação dos detalhes originais.

O convênio de R$ 784 mil viabilizou a recuperação do imóvel. Os recursos foram autorizados pelo Programa de Transferência Voluntária, com a seguinte composição financeira: R$ 450 mil do Tesouro do Estado e R$ 334 mil corresponde à contrapartida municipal.

TEATROS – Foram beneficiados, ainda, outros municípios em todas as regiões. O Estado ajudou a erguer novos teatros em Assis Chateaubriand (já concluído), Palmeira (já concluído), Paranavaí (em execução) e Santa Mariana (projeto em elaboração).

O governador Carlos Massa Ratinho Junior inaugurou o teatro de Assis Chateaubriand em 2022. O investimento na construção foi de R$ 1,69 milhão, sendo pouco mais de R$ 1 milhão via pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM) do Estado e R$ 635,9 mil de contrapartida do município.

O teatro conta com uma área de 3.998,22 metros quadrados, com uma estrutura completa contendo biblioteca, saguão de exposição, circulação, acesso, administração, salas de aula, cozinha, sanitários, depósitos, almoxarifado e estacionamento. O projeto foi iniciado no começo dos anos 2000, mas só foi finalizado após a injeção de novos recursos em 2019.

O Cine Teatro de Palmeira, nos Campos Gerais, tem 828 metros quadrados e é de 1951. Ele foi totalmente revitalizado pelo Governo do Estado. As obras contemplaram substituição do telhado, novo forro em gesso, revisão elétrica, iluminação, acessibilidade, mezanino, revestimento acústico, reformas nos banheiros, nos camarins e no palco, restaurações no piso e nas cadeiras, e aquisição de novos equipamentos de som e de cena.

O imóvel de estilo neoclássico tem o nome de Cherubina Rosa Marcondes de Sá, Viscondessa do Tibagi, moradora de uma antiga casa que ocupava a mesma esquina do teatro e mãe de Jesuíno Marcondes de Oliveira e Sá, amigo de Dom Pedro II e que chegou ao cargo de Ministro de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas.

CENTROS CULTURAIS – Os novos Centros Culturais Municipais estão transformando a realidade de Boa Esperança do Iguaçu (projeto em análise), Cambará (já concluído), Francisco Beltrão (já concluído), Inácio Martins (já concluído), Inajá (em execução), Itapejara d’Oeste (em execução), Nova Olímpia (já concluído), Porto Barreiro (projeto em elaboração), Prado Ferreira (já concluído), Terra Rica (já concluído) e Turvo (em execução).

Esses espaços podem ser usados livremente, mas geralmente contam com salas de dança, leitura e musicalização, além de ajudar a preservar a memória.

Além disso, foram liberados equipamentos para os Centros Culturais de Cafelândia e União da Vitória e há projetos de construção ou ampliação de bibliotecas em Prudentópolis (concluído) e Araruna (concluído).

 

Foto: Valdelino Pontes/SECID

Prudentópolis
16º
Tempo nublado
Ponta Grossa
16º
Chuvas esparsas
Guarapuava
14º
Tempo nublado
Curitiba
16º
Chuvas esparsas
Londrina
19º
Neblina
União da Vitória
15º
Tempo nublado
  • MORRE LOCUTOR ESPORTIVO SILVIO LUIZ, AOS 89 ANOS
  • É Com Pesar que Comunicamos o Falecimento do Sr. Manoel Vieira Ramos aos 86 anos.
  • É Com Pesar que Comunicamos o Falecimento da Sra. Leoni Ribeiro aos 74 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento do Jovem Davi Felema.
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento da Sra. Marilene Schwab
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento da Sr Valdomiro Doroch .
  • Parceria da Cresol e Associação da Agricultura Familiar de Guamiranga vai beneficiar agricultores do município
  • Campanha de doações do Estado já reuniu 11,5 mil toneladas ao Rio Grande do Sul
  • Detran-PR suspende aplicação de multa automática por não realização de exame toxicológico
  • Engenheiros da Sanepar chegam ao RS para prestar apoio técnico com abastecimento das cidades
  • Com 6 milhões de trabalhadores, Paraná alcança maior número de pessoas ocupadas da história
  • Mudanças climáticas: Paraná participa de debate sobre emissão de carbono no agro