Seminário vai discutir ações para inserir Prudentópolis na rede mundial de geoparques

11 de abril de 2024 às 20:09

A Secretaria estadual do Turismo promove na quarta e quinta-feira da próxima semana (17 e 18) o seminário Projeto Geoparque Prudentópolis e experiências paranaenses, que discutirá ações para inserir o município, localizado no Centro-Sul, na rede mundial de geoparques.

Haverá palestras, oficinas e visitas técnicas abordando temas como turismo e desenvolvimento sustentável, marketing turístico, turismo de base comunitária, além de mostra de cases paranaenses de geoturismo.

O encontro vai abordar, ainda, a ampliação do turismo local por meio da valorização do patrimônio e de seus geoprodutos – itens ou conhecimentos obtidos a partir do contato com a geografia local, como peças artesanais.

Também participam da iniciativa o Instituto Água e Terra (IAT), Secretaria estadual da Cultura (Seec), Secretaria Municipal de Turismo e outras entidades que fazem parte do grupo técnico do projeto, que em 2023 estabeleceu a meta de transformar o território em um ponto de interesse arqueológico mundial em até cinco anos.

O seminário será realizado na Câmara de Vereadores e as inscrições são gratuitas, porém limitadas.

ATRATIVOS  Colonizado por imigrantes ucranianos e berço do Rio Ivaí, o município de 50 mil habitantes possui vários canyons e quedas d’água, e o privilégio de abrigar as maiores cachoeiras do Sul do Brasil, como o Salto São Francisco, com 196 metros de altura.

Maior produtora de feijão-preto do Brasil, tem dezenas de igrejas católicas de ritos latino e bizantino ucraniano com suas arquiteturas que encantam os turistas.

Para a coordenadora de Gestão e Sustentabilidade da Secretaria de Estado do Turismo, Anna Vargas, o Estado deve atuar no fomento das atividades para incluir o projeto de Prudentópolis na lista de geoparques mundiais. “No encontro vamos destacar a importância de preservar o patrimônio geológico do Paraná e o potencial do município dentro desse recorte.

Também vamos mostrar que é possível inserir a população dentro das oportunidades que a cadeia produtiva de um geoparque turístico oferece, com geração de empregos e criação de produtos”, disse.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) é responsável por classificar um geoparque como global, ao perceber sua importância científica, cultural, paisagística, geológica, arqueológica, paleontológica e histórica. Até o momento, não existem geoparques paranaenses com este status.

Para Rafael Balestieri, geógrafo e espeleólogo da Secretaria estadual da Cultura, na área prevista no projeto do Geoparque de Prudentópolis existem vários pontos de interesse turístico e cultural, como rochas que remontam à formação do Oceano Atlântico; geossítios, alguns com 250 milhões de anos; e até vestígios de antigos desertos e aquíferos.

“Nos envolvemos no projeto desde o início, graças ao tombamento, em 2022, do Pinheiro de Pedra – um conjunto de lenhos-fósseis. Estamos aplicando a educação patrimonial nas comunidades da região, para que entendam a importância desses bens. Além do levantamento de quais sítios arqueológicos e cavernas devem fazer parte do geoparque”, disse.

De acordo com o geólogo do Instituto Água e Terra, Gil Francisco Piekarz, as delimitações do geoparque seguem critérios. “É uma área que abriga patrimônios geológicos de relevância mundial, com atrativos que contam a história da Terra e suas transformações.

O geoparque deve fazer parte da vida das comunidades locais, de forma que elas preservem, reconheçam a importância e consigam ampliar seu desenvolvimento socioeconômico”, comentou.

Além de Prudentópolis, o Paraná possui outros atrativos com essas características: Parque Vila Velha, em Ponta Grossa (nos Campos Gerais), com seus arenitos, rochas milenares, furnas e cavernas; e os sítios arqueológicos de Cruzeiro do Oeste, no Oeste do Estado.

GEOPARQUES – Há mais de 210 geoparques no mundo chancelados pela Unesco. O Brasil conta com seis locais reconhecidos: Geoparque do Araripe (CE); Geoparque Seridó (RN); Geoparque Caminho dos Cânions do Sul (entre SC e RS); Geoparque Caçapava (RS); Geoparque Quarta Colônia (RS); e o Geoparque de Uberaba (MG).

Confira a programação do seminário:

Dia 17 (quarta-feira)

15h00 – Oficina prática com visita ao empreendimento Cabeça de Lobo Park

19h00 – Abertura Oficial e debate sobre a importância do Desenvolvimento do Turismo no Paraná

19h40 – Palestra “O que é Geoparque? Por que Prudentópolis pode ser um Geoparque?”

20h10 – Palestra “Ações do Geoparque de Prudentópolis”

20h30 – Palestra “Geoturismo e Desenvolvimento”

Dia 18 (quinta-feira)

8h30 – Palestra “Turismo e Desenvolvimento: Experiências e Base Comunitária”

9h30 – Palestra “Marketing Turístico e precificação”

10h30 – Mesa Redonda: “Geoturismo no Paraná, Geoturismo Prudentópolis, Projeto Geoparque Caiuá, Experiência Geoturística no Refúgio das Curucacas

14h00 – Oficina prática: “Desenvolvendo Produtos Turísticos”.

As inscrições podem ser feitas AQUI.

Prudentópolis
11º
Tempo limpo
Ponta Grossa
12º
Tempo limpo
Guarapuava
12º
Tempo limpo
Curitiba
14º
Neblina
Londrina
18º
Tempo limpo
União da Vitória
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Vassilio Okaranski Neto aos 59 anos.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Jordão Rodrigues dos Santos aos 73 anos
  • MORRE LOCUTOR ESPORTIVO SILVIO LUIZ, AOS 89 ANOS
  • É Com Pesar que Comunicamos o Falecimento do Sr. Manoel Vieira Ramos aos 86 anos.
  • É Com Pesar que Comunicamos o Falecimento da Sra. Leoni Ribeiro aos 74 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João comunica o falecimento do Jovem Davi Felema.
  • XIII FENAFEP de Prudentópolis já tem programação divulgada. Confira!!!
  • Fazenda recebe técnicos do BID para avaliação de avanços na gestão fiscal do Paraná
  • Anjo Inovador: inscrições para programa de incentivo a startups encerram na próxima segunda
  • Governador assina decreto de nomeação de 1.106 professores para rede estadual
  • 47 cidades aderiram ao incentivo do Estado para atendimento da população em situação de rua
  • Marcha para Jesus em Guarapuava reuniu milhares de fiéis na Praça Cleve neste sábado (18)