Com resgates aéreos e barcos, forças do Paraná ajudaram 150 pessoas no Rio Grande do Sul

3 de maio de 2024 às 15:30

Os bombeiros militares e os policiais militares do Paraná que estão atuando nas enchentes no Rio Grande do Sul resgataram até o início desta sexta-feira (3) mais de 150 pessoas que estavam ilhadas em função dos alagamentos provocados pela chuva intensa que castiga o estado do Sul desde o início da semana. A equipe, que conta ainda com nove viaturas, seis embarcações e um helicóptero do BPMOA (Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas), tem trabalhado sem parar no apoio aos gaúchos.

“Chegamos nesta quinta-feira pela manhã na cidade de São Sebastião do Caí e imediatamente iniciamos as operações de resgate. Até então os rios ainda estavam subindo, tinha muita gente em cima das casas. Resgatamos 129 pessoas – incluindo idosos, crianças, pessoas com comorbidades – e muitos animais”, explicou o comandante do Grupo de Operações de Socorro Tático (GOST), major Ícaro Gabriel Greinert, que está à frente da força-tarefa paranaense no território vizinho.

Segundo ele, apesar da chuva ainda não ter dado trégua, os rios estabilizaram, parando de subir. Há ainda muitas áreas precisando de auxílio das forças de segurança. “Algumas das nossas equipes estão em São Leopoldo, apoiando o Corpo de Bombeiros daquela cidade, e estamos nos deslocando para a cidade de Triunfo, que está um pouco isolada, sem muito apoio, e devemos concentrar nossa atuação por lá no momento”, complementou o major.

O helicóptero do BPMOA, que chegou na quinta, também está auxiliando nos resgates aéreos, com mais 26 pessoas e dois cães resgatados. Os primeiros grandes resgate foram em Lajeado, a pouco mais de 100 quilômetros de Porto Alegre. Uma das operações foi no telhado de uma casa, com a retirada de uma família inteira que estava isolada. Outras ações similares estão em andamento.

O desastre natural é, segundo o governador gaúcho Eduardo Leite, o pior da história do Rio Grande do Sul. Já foram afetados 235 municípios. Estão desalojadas ou desabrigadas mais de 24 mil pessoas. O número de mortes chegou a 37 e outras 74 pessoas seguem desaparecidas.

 

Foto: CBMPR

Prudentópolis
19º
Parcialmente nublado
Ponta Grossa
17º
Tempo limpo
Guarapuava
19º
Tempo nublado
Curitiba
20º
Tempo limpo
Londrina
25º
Tempo limpo
União da Vitória
17º
Chuvas esparsas
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Erondina da Silva.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel  comunica o falecimento do Sr Paulo Rebinski aos 52 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Vassilio Okaranski Neto aos 59 anos.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat comunica o falecimento do Sr Jordão Rodrigues dos Santos aos 73 anos
  • MORRE LOCUTOR ESPORTIVO SILVIO LUIZ, AOS 89 ANOS
  • É Com Pesar que Comunicamos o Falecimento do Sr. Manoel Vieira Ramos aos 86 anos.
  • Suinocultura do Paraná tem predominância do modelo integrado com agroindústrias
  • Com apoio do Estado, Connect Week Brasil vai agitar cenário de inovação da Capital em junho
  • Prefeito Osnei Stadler visita à Escola Municipal Tiradentes e realiza a entrega das camisetas da Campanha Faça Bonito.
  • Estado e Senac ofertam 2.370 vagas em cursos gratuitos para alunos da EJA
  • Sanepar abrirá Centrais de Relacionamento em 34 cidades na manhã deste sábado
  • Sicredi dobra o valor arrecadado em movimento nacional para o Rio Grande do Sul e inicia nova mobilização