Connect Week discute uso da inovação para uma agricultura mais sustentável

21 de junho de 2024 às 16:14

A transformação vivenciada no setor agrícola com a revolução tecnológica, que incluiu automação, inteligência artificial, big data, rastreabilidade e bioinsumos, entre outras inovações, foi discutida nesta quinta-feira (20) durante a Connect Week 2024, em Curitiba. O evento é um dos maiores do País voltado à tecnologia e tem o apoio do Governo do Estado.

O assunto foi aprofundado na plenária “Inovações Tecnológicas e Sustentabilidade no Agronegócio Brasileiro”, que teve como mediador Benno Henrique Doetzer, diretor-técnico da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). Ele reafirmou o compromisso do Sistema Estadual de Agricultura (Seagri) com a promoção de práticas agrícolas avançadas e sustentáveis. “Devemos posicionar o agronegócio brasileiro na vanguarda das inovações tecnológicas globais”, disse.

O gerente de Inovação do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-Paraná), Sérgio José Alves, destacou que as tecnologias emergentes precisam estar à disposição das novas gerações, pois é a partir da adoção do moderno no meio rural que os jovens lá permanecerão. Do contrário, a tendência é um esvaziamento do campo.

“Essas tecnologias não apenas aumentam a eficiência, mas promovem uma agricultura mais sustentável e responsável, essencial para atender as demandas de uma população mundial crescente”, afirmou. Ele citou o uso de aplicativos desenvolvidos pelo próprio instituto, que visam ao controle de doenças e pragas e resultam em maior produtividade, renda e sustentabilidade.

Entre as várias ferramentas digitais desenvolvidas pelo IDR-Paraná está, por exemplo, o GID Pragas da Soja, que fornece breve descrição diagnóstica e imagens para o reconhecimento de insetos e pragas que ocorrem na cultura da soja, uma das principais desenvolvidas no Paraná. Também faz parte da listagem o GID Inimigos Naturais, que facilita o reconhecimento de insetos predadores e parasitoides de pragas agrícolas.

“Precisa fazer pesquisa, alinhar com startups para que o agricultor familiar tenha acesso à informação e à tecnologia, pois dessa forma cria qualidade de vida e maior valor agregado”, acrescentou.

A pesquisadora em Fitopatologia do IDR-Paraná, Sandra Cristina Vigo, destacou o crescente uso de bioinsumos tanto por agricultores quanto por empresas. Ela explicou que, apesar da ausência de regulamentação específica para a produção on farm, método em que a produção de microorganismos é feita diretamente na propriedade, os agricultores estão cada vez mais capacitados para garantir a biossegurança dessa prática.

A pesquisadora salientou a importância dos bioinsumos para uma proteção mais sustentável das lavouras contra pragas e doenças, promovendo uma agricultura mais ecológica e eficiente. “Os bioinsumos interferem positivamente no crescimento, no desenvolvimento, no mecanismo de resposta de plantas e são ótimos defensores contra pragas” afirmou Sandra.

Advogado e doutor em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rafael Ferreira Filippin falou sobre o uso da inovação na comprovação da rastreabilidade dos produtos agrícolas brasileiros livres de desmatamento. Ele reforçou a importância da tecnologia aliada à criatividade humana para garantir a transparência e a conformidade dos produtos agrícolas com as exigências ambientais internacionais.

Mas, para Filippin, apenas as tecnologias não bastam. “As plataformas tecnológicas não conseguirão demonstrar aos mercados europeus que os produtos brasileiros estão livres de desmatamento se não existirem profissionais capacitados”.

Foto: Alessandro Casagrande/Adapar

Prudentópolis
15º
Parcialmente nublado
Ponta Grossa
16º
Parcialmente nublado
Guarapuava
13º
Tempo limpo
Curitiba
18º
Tempo limpo
Londrina
26º
Parcialmente nublado
União da Vitória
15º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Olga Prenechuki Rodovanaki
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Amélia Andre Suchodolak.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento do Sr Jose Olovati aos 78 anos.
  • Pavimentação de estradas rurais: convênios firmados no 1º semestre somam R$ 125 milhões
  • Governo Federal adia teste de alerta de desastres climáticos em Morretes e União da Vitória
  • Educação divulga resultado preliminar de classificados para o Ganhando o Mundo Diretor
  • Nova espécie de abelha é descoberta por professora da Unicentro
  • Concessionária apresenta agenda de obras rodoviárias para comunidade portuária
  • Cristina Silvestri pede ação do Estado para garantir direitos dos proprietários de terra em Guaíra