IAT fiscaliza pesca irregular e fecha cativeiro de aves no Centro-Oeste do Estado

21 de junho de 2024 às 15:43

O núcleo do Instituto Água e Terra (IAT) de Campo Mourão, no Centro-Oeste do Estado, finalizou na quinta-feira (20) um período de sete dias de fiscalização para combater crimes relacionados à fauna silvestre e à pesca predatória na região. Em uma das operações, após denúncia anônima, foi fechado um cativeiro em Altamira do Paraná. O local abrigava de maneira irregular 21 pássaros de espécies como canário-terra (Sicalis flaveola), trinca-ferro (Saltator similis), azulão (Cyanocompsa brissonii) e bicudo (Oryzoborus maximiliani).

As aves foram encaminhadas para o viveiro do órgão ambiental em Campo Mourão e passarão por um processo de reabilitação até que possam retornar à natureza. Os responsáveis pelo espaço foram multados em R$ 15,5 mil por não possuírem autorização legal para manter os animais.

Em outra frente, técnicos do IAT, com o apoio da equipe do Parque Estadual Vila Rica do Espírito Santo, em Fênix, também no Centro-Oeste, percorreram 120 quilômetros do Rio Ivaí para combater a pesca predatória na localidade. Ao longo da operação, foram abordadas 12 embarcações de pescadores amadores para a verificação da carteira de pescador, a documentação dos peixes capturados e também dos equipamentos utilizados para a atividade.

Foram apreendidos 480 metros de redes de malhas diversas, 50 metros de espinheis, 23 anzóis de galhos, 31 galões de ceva e de apoio que se encontravam no leito do rio, todos equipamentos proibidos, de acordo com as diretrizes da Portaria IAT nº 219/2022. Além disso, também foram lavradas três notificações e três Autos de Infração Ambiental (AIA), no valor total de R$ 4,7 mil. Os peixes que estavam em condições irregulares foram soltos novamente no rio.

COMO PROCEDER  Ao avistar animais machucados ou vítimas de maus-tratos, tráfico ilegal ou cativeiro irregular, o cidadão deve entrar em contato com a Ouvidoria do Instituto Água e Terra ou da Polícia Militar do Paraná.

Se preferir, a pessoa pode ligar para o Disque Denúncia 181 e informar de forma objetiva e precisa a localização e o que aconteceu com o animal. Quanto mais detalhes sobre a ocorrência, melhor será a apuração dos fatos e mais rapidamente as equipes conseguem fazer o atendimento.

 

Foto: IAT

Prudentópolis
14º
Parcialmente nublado
Ponta Grossa
14º
Parcialmente nublado
Guarapuava
12º
Tempo limpo
Curitiba
16º
Tempo limpo
Londrina
24º
Parcialmente nublado
União da Vitória
13º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Olga Prenechuki Rodovanaki
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Amélia Andre Suchodolak.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento do Sr Jose Olovati aos 78 anos.
  • Pavimentação de estradas rurais: convênios firmados no 1º semestre somam R$ 125 milhões
  • Governo Federal adia teste de alerta de desastres climáticos em Morretes e União da Vitória
  • Educação divulga resultado preliminar de classificados para o Ganhando o Mundo Diretor
  • Nova espécie de abelha é descoberta por professora da Unicentro
  • Concessionária apresenta agenda de obras rodoviárias para comunidade portuária
  • Cristina Silvestri pede ação do Estado para garantir direitos dos proprietários de terra em Guaíra