Estado libera R$ 12 milhões para 1º hospital de Imbituva e entrega matrículas de 171 casas

5 de julho de 2024 às 17:37

O Governo do Estado vai aportar R$ 12 milhões para a construção do Hospital Municipal de Imbituva, na região Centro-Sul do Paraná. A liberação foi assinada nesta quinta-feira (5) pelo governador em exercício Darci Piana.

A unidade, que também vai receber R$ 13 milhões da administração municipal, somando investimento de R$ 25 milhões, aproximará atendimento em saúde dos moradores da região. Também foram entregues as matrículas das casas de 171 famílias da cidade, resultado de um investimento de R$ 123 mil do Estado.

“Estamos trabalhando para dar mais qualidade de vida e saúde à população do Paraná. Antigamente, era muito comum que moradores das cidades de menor porte tivessem que viajar centenas de quilômetros para serem atendidos.

Este hospital vai acabar com isso aqui em Imbituva. Além disso, estamos entregando a documentação das casas para muitas famílias, garantindo que regularizem suas propriedades. Acima de tudo, estas são ações que dão dignidade às pessoas”, afirmou Piana.

O Hospital Municipal vai melhorar a vida dos moradores de Imbituva e região. Atualmente, a cidade dispõe apenas de um pronto atendimento, o que limita a capacidade de resposta às necessidades de saúde da população e faz com que moradores tenham que viajar para outras cidades para buscar atendimentos especializados.

“Estamos implementando, na prática, um grande plano de regionalização da saúde. Isso proporciona um atendimento mais humanizado e atencioso à comunidade, com profissionais e estruturas próximas e de fácil acesso à população. Isso impacta muito positivamente na vida das pessoas”, disse o secretário estadual de Saúde, César Neves.

Para o prefeito de Imbituva, Celso Kubaski, a obra será um marco para a história da cidade. “Pela falta de hospital, há anos não nascem crianças em Imbituva.

As famílias precisam ir a outras cidades para fazer os partos, por exemplo. Isso vai mudar. Estes recursos serão usados para construir uma maternidade e salas de cirurgias de menor complexidade, que já vão melhorar muito a forma como o serviço será prestado aos moradores do município”, explicou.

A unidade vai atender cerca de 170 mil moradores de toda a 4ª Regional de Saúde, que, além de Imbituva, é composta pelos municípios de Irati, Fernandes Pinheiro, Guamiranga, Inácio Martins, Mallet, Rebouças, Rio Azul e Teixeira Soares.

O projeto prevê que o hospital tenha 48 leitos e atenda várias especialidades médicas, como ortopedia, otorrinolaringologia, oftalmologia, obstetrícia e realize cirurgias vasculares.

Além de evitar que as pessoas que precisam de atendimento tenham que se deslocar para outras cidades, o serviço especializado regionalizado torna mais eficaz o diagnóstico precoce de doenças e faz com que os tratamentos sejam mais rápidos, com maior adesão dos pacientes.

NOVAS UNIDADES – Capilarizar os atendimentos de saúde é uma das prioridades do Governo do Estado, que desde 2019 já entregou hospitais em Ivaiporã, Telêmaco Borba, Guarapuava, Cornélio Procópio e Boa Vista da Aparecida, além das unidades de Cafelândia e Toledo, que contaram que apoio do Estado para a compra de equipamentos e mobiliários.

Ainda existem investimentos de R$ 260 milhões em curso para a construção de hospitais em Guaratuba, São José dos Pinhais, Curitiba, Colombo, Rio Branco do Sul, Guarapuava, São Mateus do Sul, Salto do Lontra, Santo Antônio do Sudoeste, Ubiratã e Cianorte.

Em paralelo, o Governo do Estado também está construindo 14 Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) em Almirante Tamandaré, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Paranavaí, São José dos Pinhais, Cianorte, Irati, Ivaiporã, União da Vitória, Ponta Grossa, Goioerê, Pitanga e Paranaguá, com investimento total de R$ 240 milhões. As unidades contemplam consultórios, salas de exames, laboratórios de análises, centros odontológicos e de fisioterapia.

CASA FÁCIL  Também foram entregues 171 matrículas averbadas e registradas no Cartório de Registro de Imóveis a famílias moradoras do bairro Athaides Beraldo. O investimento é de R$ 123 mil, através do programa Casa Fácil – Escrituras na Mão, com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza.

Margarida dos Santos, de 59 anos, é uma das moradoras que aguardou 15 anos para ter a documentação da sua residência regularizada. “Foram muitos anos esperando por este momento”, disse. Outro caso é de Diamantina da Silva, que aos 70 anos recebeu, pela primeira vez, um título em seu nome. “É um sentimento de alívio e de tranquilidade. Morei muito anos em barraco. Agora tenho uma casa registrada”, afirmou.

Com estas entregas, a cidade ultrapassa a marca de 1,4 mil títulos fundiários regularizados por programas estaduais. Só em 2022, o Governo do Estado regularizou as matrículas de mais de 900 residências em dois bairros da cidade, em uma das maiores ações de regularização de títulos do Estado nos últimos anos.

PRESENÇAS  Estiveram no evento de liberação de verbas o chefe da Casa Civil, João Carlos Ortega; o secretário da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; o deputado federal Beto Preto; os deputados estaduais Alexandre Curi, Alexandre Amaro e Moacyr Fadel; o diretor-presidente do Instituto Água e Terra, José Luiz Scroccaro; o vice-prefeito de Imbituva e membro do conselho do novo hospital da cidade, Zaqueu Bobato; a prefeita de Fernandes Pinheiro, Cleonice Schuck; e demais autoridades da região.

Prudentópolis
20º
Tempo limpo
Ponta Grossa
18º
Tempo limpo
Guarapuava
21º
Tempo limpo
Curitiba
10º
Neblina
Londrina
20º
Tempo limpo
União da Vitória
19º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Lademiro Barabasz aos 83 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Olga Prenechuki Rodovanaki
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Amélia Andre Suchodolak.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento da Sra. Nair Alves De Oliveira Parolin.
  • Rede estadual: plataformas de apoio à aprendizagem se destacam no 1º semestre
  • Portos do Paraná batem recorde de movimentação no primeiro semestre de 2024
  • Pesquisas da UEPG sobre cavernas integram livro finalista do Prêmio Jabuti Acadêmico
  • Paraná amplia destinos e cardápio de exportações: 2.081 produtos para 215 mercados
  • Paraná é a principal porta de entrada para maior parte do arroz importado pelo Brasil
  • Copel e Simepar desenvolvem sistema de IA para prever desligamentos por temporais