Paraná recebe nova sequência de placas veiculares com 439.956 unidades para registro

9 de julho de 2024 às 08:43

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) recebeu da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) a liberação de uma nova sequência alfanumérica de placas veiculares que vão de TAI a TAZ e de TBA a TBZ, somando um total de 439.956 unidades disponíveis para registro.

O Paraná realiza uma média de 21 mil emplacamentos mensais. Em 2024, no período de janeiro a maio, foram 108.487 veículos emplacados, sendo 102.241 presenciais e 6.606 de forma online.

“Com as novas placas estamos garantindo que mais veículos possam ser registrados no Paraná. A nova série está projetada para atender nossas necessidades pelos próximos dois anos”, destaca o diretor-presidente do Detran-PR, Adriano Furtado.

Os cidadãos que desejaram escolher sua combinação, poderão fazê-lo mediante pagamento adicional, serviço exclusivo para carros zero quilômetros, com o custo de R$ 150,00.

Os recursos são destinados para desenvolvimento de projetos sociais no Estado. A escolha da placa é uma opção do usuário. Quem não deseja fazer a seleção dos dígitos recebe a placa conforme a ordem sequencial do cadastro do Detran.

HISTÓRICO – A sequência de placas veiculares teve início em 1990 e o Paraná foi o primeiro estado a ser contemplado, com a sequência AAA-0001 à BEZ-9999, com duração de 30 anos. Em 2020, o Estado solicitou uma nova subsequência para atender a demanda e foi autorizado a usar a série RHA-0001 à RHZ-9999, de aproximadamente 250 mil placas.

A última sequencia de placas recebidas pelo Detran-PR foi em 2022. Naquele ano foi a sequência SDP-0A01 à SFO-9J99, equivalente a 519.948 unidades.

EMPLACAMENTO ONLINE – Desde junho de 2023, o primeiro emplacamento de veículos no Paraná pode ser realizado de forma 100% online, pelo computador ou celular.

Essa opção propicia agilidade e economia para os cidadãos, com redução de 17% no valor do processo, por não exigir a vistoria. A iniciativa é pioneira no Brasil e facilita a emissão dos documentos e a autorização para a estampagem de placas de um veículo novo. O serviço pode ser feito em menos de 15 minutos.

COMO FAZER – No ato da compra do veículo é emitida a Nota Fiscal Eletrônica (NFe), com a qual o cidadão inicia o processo online, no portal do Detran-PR ou no aplicativo Detran Inteligente, colocando as informações da NFe, documento de identificação e foto.

Se as informações estiverem corretas, uma notificação é encaminhada por e-mail contendo a liberação da guia para emissão no site do Detran-PR.

Após o pagamento, é liberada a autorização de estampagem de placa, o CRLV-e (documento para circulação) e o código de segurança. O proprietário pode, então, buscar uma estampadora de placa credenciada pelo Detran-PR.

Prudentópolis
20º
Tempo limpo
Ponta Grossa
19º
Tempo limpo
Guarapuava
18º
Tempo limpo
Curitiba
21º
Tempo limpo
Londrina
28º
Tempo limpo
União da Vitória
19º
Tempo limpo
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento da Sra Geni de Lurdes Lemos Martins aos 57 anos.
  • É com pesar que a Funerária São João e o Plano UNI PAZ, comunicam o falecimento de Júlio César Mosquer.
  • É com pesar que e a Funerária Sao Josafat comunica o falecimento do Sr Augusto Kozak aos 89 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Lademiro Barabasz aos 83 anos de idade.
  • É com pesar que e a Funerária Anjo Gabriel comunica o falecimento do Sr Antonio Valdivino Ribeiro dos Santos
  • É com pesar que e a Funerária São Josafat  comunica o falecimento da Sra Nadia Martinhuk  Gelinski aos 81 anos de idade.
  • Sanepar vistoria imóveis de Guarapuava e região para evitar problemas com coleta de esgoto
  • Nota Paraná devolveu R$ 160,7 milhões em créditos de ICMS durante o 1º semestre de 2024
  • Luta contra o feminicídio reúne 100 municípios na Caminhada do Meio-Dia
  • Paraná é 4º estado que mais recebeu turistas estrangeiros no 1º semestre
  • Acervo do Arquivo Público do Paraná ajuda cidadãos em processo de dupla cidadania
  • Bombeiros prestaram mais de 63 mil atendimentos no 1º semestre; incêndios cresceram